Ex-Flamengo, Reinaldo conta bastidores de brigas entre Petkovic e Edílson no clube

Juntos, Petkovic e Edílson se destacaram no Flamengo bicampeão carioca (2000 e 2001) e campeão da Copa dos Campeões (2001). Entretanto, fora das quatro linhas nunca foi novidade que o relacionamento dos dois atletas era conturbado. Em entrevista nesta quarta-feira (29) ao programa “Os Donos da Bola”, da Rede Bandeirantes, o ex-jogador Reinaldo, companheiro de Pet e Edílson no Fla, revelou bastidores das brigas.

Tiveram muitas brigas deles mesmo. Mas assistir Edílson e Pet jogando era bom demais. Os caras discutiam, mas decidiam. Chegavam nos jogos e decidiam. Não tinha jeito. A briga dos dois era tão brava, tão feia, que nem a camisa número 10 o Edílson assinava, nem o Pet assinava a camisa 11 -, contou Reinaldo, prosseguindo:

Teve um jogo lá que o professor Zagallo substituiu o Edílson, um dos caras mais competitivos que vi jogar na minha vida. Não gostava de perder nem par ou ímpar… Aí, reunião no outro dia, ele começou a falar com professor Zagallo: ‘por que você me tirou se quem estava mal era o gringo (Petkovic)?’ Pelo amor de Deus, quando ele falou isso… Começou aquela discussão -, completou.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Edílson, que compõe a bancada de comentaristas do programa “Os Donos da Bola”, foi além ao revelar os motivos das discussões com Petkovic e se defendeu.

Primeiro porque ele não falava a minha língua. Não passava a bola pra mim, passava só as bolas ‘podres’: aquelas que pega a bola e joga lá na linha de fundo. No treino, ele pirraçava a gente, ficava chutando a bola pra cima -, justificou Edílson.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • PET SEMPRE FOI MARRENTO, CHATO PRA CACETE. MAS JOGAVA DEMAIS.
    MELHOR JOGADOR DO FLAMENGO DEPOIS DO ZICO.
    EDÍLSON E PET SE FOSSEM AMIGOS A GENTE TERIA GANHADO TUDO.