Ídolo do Benfica avalia passagem de Gabigol em Portugal e diz que faltou ‘paciência’ ao atacante

FOTO: PEDRO FERREIRA

Hoje considerado um dos principais nomes do elenco do Flamengo, Gabigol teve passagem apagada pela Europa e não deixou saudades nas equipes em que atuou. O atacante foi emprestado pela Inter de Milão ao Benfica, em 2017, mas pouco jogou. Para o brasileiro Jonas, ex-jogador e ídolo do clube português, faltou paciência para o camisa 9.

Companheiro de Gabriel no Benfica, o ex-atleta ressaltou a qualidade do Benfica à época e afirmou que “não era fácil entrar no time”. Com poucos jogos na Inter, o atacante de 23 anos chegou ao clube de Portugal com boas expectativas, mas encontrou uma equipe já arrumada e campeã da liga, como lembrou Jonas. Foram apenas cinco jogos e um gol marcado.

Uma vez ele saiu… foi uma coisa pontual. Como ele não jogava muito, talvez não tenha tido muita paciência para esperar por uma oportunidade. Ele vinha da Inter (de Milão), se calhar pensava que iria jogar, mas o Benfica vinha de três campeonatos, a equipe estava certinha, não era fácil entrar na equipe. Com um pouco mais de paciência, talvez tivesse triunfado como agora no Brasil -, disse o ex-jogador, em entrevista ao programa “Os Donos da Bola”, da Rede Bandeirantes.


Qual será a próxima vítima do Flamengo? Saiba como lucrar com previsões esportivas!


Sem sucesso na Europa, Gabigol chegou ao Flamengo no início da temporada de 2019 e entrou definitivamente na galeria dos ídolos do clube ao marcar aos dois gols da virada épica sobre o River Plate, na final da Libertadores. Desde que chegou ao Rubro-Negro, o atacante balançou as redes 54 vezes em 69 jogos disputados.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *