Presidente da Fifa não trata volta do futebol como prioridade no momento: “A saúde está em primeiro lugar”

FOTO: REUTERS

Gianni Infantino, presidente da Fifa, esteve em ” live” promovida pelo ex-atacante Ronaldo Fenômeno, nesta quarta-feira (08), em suas redes sociais. Questionado sobre o retorno do futebol, que segue parado no Brasil e no mundo por conta da pandemia de coronavírus, o mandatário disse não ter pressa e colocou como prioridade a saúde dos atletas e todos os envolvidos no esporte.

A saúde está em primeiro lugar. Se há risco, não se joga. A situação é séria, vamos reiniciar quando se puder iniciar. Não vale a pena arriscar a vida das pessoas por um jogo de futebol. Jogaremos quando pudermos jogar -, afirmou o dirigente.


Qual será a próxima vítima do Flamengo? Saiba como lucrar com previsões esportivas!


Infantino reforçou que não se deve fazer pressão para o retorno dos campeonatos. Ressaltou também que a volta das atividades somente poderá acontecer quando as autoridades derem o aval, já com a situação envolvendo a Covid-19 controlada.

Não devemos fazer pressão, devemos entender a situação e preparar o cenário. Quando o governo disser que se pode fazer (o retorno ao futebol), estaremos prontos. Não é justo com aqueles que lutam, que trabalham, falar que queremos jogar.

Pela primeira vez na nossa história de apaixonados pelo futebol, o futebol não é a prioridade. É triste, mas é assim -, completou.

Com competições e atividades suspensas por conta da pandemia, a comissão técnica do Flamengo elaborou um plano de treinamentos para que os jogadores do elenco cumpram de forma individual durante a quarentena. Vale ressaltar que a CBF e a Conmebol ainda não trabalham com datas para o retorno dos campeonatos.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *