Vendido em 2019, Trauco revela mágoa ao sair do Flamengo: “Queria jogar mais”

FOTO: CELSO PUGO/ O GLOBO

Vendido em agosto de 2019 para o Saint-Étienne, da França, por cerca de 600 mil euros (cerca de R$ 2,4 milhões), Miguel Trauco revelou ao canal “Barbaridade” como foi sair do Flamengo naquela época, já que havia perdido espaço para o recém-chegado Filipe Luís. O peruano afirmou que a única decepção durante sua passagem pelo Rubro-Negro foi não ter atuado bem com frequência, e que gostaria de estar com o grupo até o fim da temporada.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Eu saí triste pois não joguei muito, acho que não viram 100% de mim. Eu queria jogar mais, queria fazer com que o torcedor ficasse feliz com meu desempenho. Fiquei triste com isso, pelo jeito que me desliguei do Flamengo. Todo jogador que chega num time sempre tenta dar o melhor, sair campeão. Eu tenho as duas medalhas (Campeonato Brasileiro e Libertadores) e me sinto campeão, mas queria estar com o grupo.

Miguel Trauco foi contratado em dezembro de 2016, mas nunca conseguiu se firmar na equipe titular. Em 79 partidas pelo Flamengo, ele marcou quatro gols pelo time. Além disso, conquistou os títulos do Campeonato Carioca em 2017 e em 2019 e fez parte da campanha história do clube no Campeonato Brasileiro de 2019 e da Copa Libertadores.

CONFIRA A LIVE NA ÍNTEGRA:

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Deu uma de malandro fazendo corpo mole antes da copa. O René aproveitou a oportunidade e não deu brecha. Mágoa tem o clube com um vagabundo destes.

  • Até eu teria, ser reserva de Renê. Muito mais jogador encaixaria bem no esquema do JJ!!

  • Bom jogador mas com avinda do F. Luis perdeu espaço, mas mostra que tem caráter