Após testagem coletiva para Covid-19, Ferj rasga elogios ao Flamengo: “Exemplo a ser seguido”

FOTO: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Visando um retorno gradual aos treinamentos, paralisados desde março pela pandemia do novo coronavírus, o Flamengo criou um protocolo de segurança para que os jogadores possam voltar ao Ninho do Urubu. Como parte do planejamento, o Rubro-Negro encomendou testes para a COVID-19 e submeteu todos os funcionários e familiares aos exames. Nesta quinta-feira (07), a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ), elogiou a postura do Mais Querido para lidar com a situação e afirmou que a atitude deveria servir de exemplo.

O Flamengo fez o que todas as empresas deveriam fazer: testar os seus funcionários e promover as ações médicas para cada caso, o que foi feito dentro dos padrões técnicos. Tudo fruto da consciência, responsabilidade e observância do protocolo que o futebol do Rio de Janeiro desenvolveu com participação ativa dos médicos de todos os clubes (Jogo Seguro). A meu ver um exemplo a ser seguido -, ressaltou a Federação, em contato com o jornalista Diogo Dantas.


Compre seu manto oficial e outros produtos do Mengão


A Ferj já se pronunciou como favorável ao retorno dos treinos e deixou nas mãos dos clubes a opção de voltar às atividades ou não. Todavia, o Governo do Rio de Janeiro alega que o retorno aos centros de treinamento vai na contramão do decreto de isolamento social para controle da doença, não autorizando a volta do futebol.

Na noite desta quarta-feira (06), o Flamengo divulgou resultados da testagem para a COVID-19. De acordo com o Mais Querido, das 293 pessoas submetidas aos exames, 38 testaram positivo, mesmo sem sintomas. O clube detectou 11 pessoas que já tinham tido contado com o vírus previamente, sem sintomas, e já se encontram com anticorpos IGG positivos.

Dos 38 infectados, três são atletas do elenco principal, dois jogadores apresentaram anticorpos IGG positivos, seis são funcionários de apoio, dois são empregados de empresas terceirizadas que prestam serviços regulares para o clube e 25 são familiares ou pessoas que trabalham nas residências dos funcionários ou jogadores.

Veja também