Diretor do Fla reforça desejo do clube por volta aos treinos: “A posição é a de jogar, terminar dentro do campo”

FOTO: ISABELLE COSTA / COLUNA DO FLA

O Flamengo tem se programado para retomar definitivamente os trabalhos no Ninho do Urubu. Em entrevista concedida ao “Blog 4-3-3”, o diretor de relações externas do clube, Cacau Cotta, reiterou a posição do Rubro-Negro sobre o desejo de voltar aos treinos, destacando também os protocolos elaborados para a retomada de forma segura.

A posição do Flamengo é de jogar, né? De terminar sempre dentro do campo, protegendo a vida. Em primeiro lugar, a vida. Com o maior protocolo possível de segurança com a autorização das autoridades de saúde e governamentais no geral, seguindo as orientações da OMS (Organização Mundial da Saúde), do Ministério da Saúde, da Secretaria da Saúde do estado e do município do Rio de Janeiro e principalmente do corpo médico do Clube de Regatas do Flamengo, o qual tem um médico especialista em medicina do esporte, que é o Dr. Tannure, que está dando uma aula do que é um protocolo sobre esse assunto.

É óbvio que as atividades vão voltar pelo Carioca, que não há necessidade de deslocamento de avião e nem de ônibus. O jogador pode ir em seu próprio veículo e a qualquer momento quando houver essa autorização, a segurança de todos, com a pratica de exames, então é óbvio que vai voltar, sem público, pelo carioca -, completou.


Produtos oficiais do Flamengo com descontos incríveis


Procurando viabilizar o retorno das atividades, o Flamengo se reuniu com o presidente da República, Jair Bolsonaro, na manhã da última terça-feira (19), em Brasília. O clube foi representado pelo presidente Rodolfo Landim e pelo chefe do departamento médico Márcio Tannure. Assim como o mandatário rubro-negro, Bolsonaro é a favor da retomada do futebol.

Nesta quarta-feira (20), os jogadores do Flamengo utilizaram dois campos do Ninho do Urubu para a realização de treinos. Um helicóptero da Globo/GloboEsporte.com flagrou as imagens das atividades, que vão de encontro ao pronunciamento do prefeito do Rio, Marcelo Crivella. Ele havia afirmado que só estaria permitido o retorno dos trabalhos de fisioterapia.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *