Grupo político do Flamengo se manifesta contra retorno dos treinos e reprova reunião de Landim com Bolsonaro

FOTO: ALEXANDRE VIDAL / FLAMENGO

O grupo político “Flamengo da Gente”, de oposição à atual gestão do clube, se manifestou de forma contrária à tentativa do Rubro-Negro de retomar as atividades no Ninho do Urubu. A reunião do presidente Rodolfo Landim com o presidente da República, Jair Bolsonaro, também foi criticada pelo grupo de sócios.

CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA:

No pior dia da pandemia do coronavírus no Brasil até aqui – com 1.179 mortes registradas, muitas delas, com certeza, de rubro-negros -, o Flamengo decidiu lamentavelmente retomar as atividades do seu departamento de futebol. E foi além: atrelou a sua imagem, de forma irreversível, a um presidente irresponsável e genocida, que é apontado pela comunidade científica internacional como a maior ameaça à luta contra a pandemia de Covid-19 no mundo.

O FLAMENGO NÃO PODE SER IRRESPONSÁVEL. Paralisar as atividades em março, quando a presença do coronavírus era incipiente no Brasil, e retomá-las em maio, quando o número de vítimas aumenta diariamente, tornando o país um dos epicentros globais da doença, não faz sentido do ponto de vista sanitário – o único que deveria ser considerado neste momento.

O FLAMENGO NÃO PODE SER INCOERENTE. Não foi o próprio clube que votou recentemente pelo encerramento da temporada do NBB (Novo Basquete Brasil), sem campeão, mesmo liderando a tabela? Acreditávamos que a instituição queria agir com correção diante de uma situação que preocupa todo o mundo.

O FLAMENGO NÃO PODE SER EGOÍSTA. Afinal, está inserido na sociedade brasileira, e o exemplo que passa aos seus 42 milhões de torcedores ao descumprir as recomendações de isolamento social – a única medida realmente capaz de conter o avanço da doença, preservar vidas e evitar o colapso do sistema de saúde – contraria a importante função social que caberia ao clube mais popular do Brasil.

O FLAMENGO NÃO PODE SER PRECIPITADO. Como todo torcedor rubro-negro, é claro que o Flamengo da Gente também sente saudade do futebol. Também entende o duro impacto econômico enfrentado pelo Flamengo e pelos demais clubes com a longa paralisação das atividades. Mas não pode concordar com a volta do futebol a qualquer custo. É leviano, irresponsável, absurdo. Coloca vidas em risco e é combustível para o alastramento da pandemia no país.

O FLAMENGO PRECISA RESPEITAR A REALIDADE. Por isso, nos causa profunda indignação que a diretoria e o clube assumam publicamente o protagonismo equivocado de uma tentativa de retomada precoce e incentivada por vozes que mostram diariamente o seu desprezo pela vida da população brasileira.

O FLAMENGO PRECISA ESTAR DO LADO DA RAZÃO, DA CIÊNCIA, DA SAÚDE E DA VERDADE. PELO BEM DOS SEUS E DE TODOS.


Quem será o próximo a perder para o Mengão? Saiba como lucrar com previsões esportivas!


A reunião de Rodolfo Landim com o presidente da República, Jair Bolsonaro, aconteceu na manhã desta terça-feira (19), em Brasília. O assunto, claro, tratou sobre a possibilidade de retomar as atividades. Presidente do Vasco, Alexandre Campello também participou do encontro.

 

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *