Juíza explica liminar da Ferj e Globo não é obrigada a transmitir a final entre Fla x Flu

foto: fernando freire

Nesta segunda-feira (06), a juíza titular do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, Eunice Bittencout Haddad, explicou as limitações da liminar da Federação de Futebol com a Globo, que não será obrigada a transmitir a final entre Fluminense e Flamengo, pela Taça Rio, por não ter acordo com o Rubro-Negro. A decisão foi inicialmente divulgada pelo jornalista Venê Casagrande


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


“Requerimento de tutela antecipada requerida em caráter antecedente, com deferimento de liminar às fls 224/226.

Postulam as rés, às fls. 244/256, a confirmação dos limites da decisão ao contrato objeto da presente demanda.

Com efeito, conforme esclarecido no dispositivo, a liminar foi deferida na “forma de contrato”. A controvérsia instaurada diz respeito tão somente à rescisão contratual, por iniciativa das ora rés, em relação ao contrato firmado com a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro – FERJ.

Não está em discussão a aplicação da Medida Provisória 984/2020 ao Campeonato Estadual, que, aliás, já é objeto de discussão na demanda em curso no Juío da 10ª Vara Cível desta Comarca (processo nº 0126468-06.8.19.0001)

De modo que a liminar não alcança as partidas com participação do Clube de Regatas do Flamengo, já que se limitou a tornar sem efeito a rescisão unilateral de contrato, em que tal clube não figurou como aderente.

Registre-se que não se está examinando o mérito da exibição das partidas com o Clube de Regatas do Flamengo, para cuja apreciação já há juízo prevento. Mas apenas se delimitando a decisão de fls 224/226 ao contrato. Contrato este que não contempla a transmissão de tais jogos.

No mais, aguarda-se o decurso do prazo de recurso, bem como do adiantamento.”

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *