Após polêmica em clássico, técnico do Botafogo é absolvido e Flamengo é multado pelo STJD

FOTO: VITOR SILVA / BOTAFOGO

O Flamengo enfrentou o Botafogo na quinta rodada do Campeonato Brasileiro, em partida que terminou 1 a 1, no dia 23 de agosto. Na ocasião, o Alvinegro abriu o placar já na reta final do jogo, e o Rubro-Negro empatou, de pênalti, no último lance do clássico. Paulo Autuori, treinador do time de General Severiano, criticou fortemente a arbitragem e a CBF na época. No julgamento, que aconteceu nesta segunda-feira (14), o técnico foi absolvido pela primeira denúncia e advertido pela segunda.

Os Auditores da Primeira Comissão Disciplinar absolveram, por maioria de votos, Paulo Autuori pelas críticas à arbitragem daquele duelo, que foi comandada por Leandro Pedro Vuaden. Já pelo que foi dito contra a Confederação Brasileira de Futebol, o comandante foi apenas advertido. O Flamengo, por outro lado, foi multado em R$ 800 por atrasar a partida. As decisões cabem recursos.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Em defesa do Flamengo durante o julgamento, o advogado Rodrigo Frangelli afirmou que na súmula arbitral constavam diversos equívocos em relação a cronologia da partida e pediu a absolvição do clube carioca: “Se não podemos considerar erros do árbitro nas duas partes da súmula também não podemos deduzir que esse minuto de atraso de um do Flamengo esteja correto. Nesse sentido a defesa vem pedir a absolvição do clube”.

Relembre o que foi dito por Paulo Autuori após o clássico:

Em nenhum momento, em nenhuma derrota eu justifiquei com erros de arbitragem. Justifico com falta de eficiência ou eficácia da equipe que eu trabalho. Hoje nós fomos eficientes, fomos eficazes porque fizemos o gol, mas não conseguimos sair com a vitória. Nada a falar com relação à arbitragem e à interpretação. E tudo a falar sobre a conjuntura do futebol brasileiro. É muito fraca e é suspeita. Porque as coisas acontecem sempre da mesma maneira. Chega um momento que cansa -, disse na época, antes de prosseguir:

Então não adianta ter VAR. Porque, quem interpreta isso? A gente vai continuar no tema da interpretação e na hora da interpretação sempre as mesmas equipes são favorecidas (…) Aqui no Brasil, infelizmente, na conjuntura do futebol brasileiro toda hora vão reclamar dentro da CBF e fazer cartas, como se isso adiantasse alguma coisa. O que adianta é trabalho e transparência. Porque no momento de decidir e interpretar, a interpretação tem sido contra o Botafogo, claramente. Se algum dirigente nosso tem dificuldade por falar isso por receio, eu não tenho nenhuma.

Vale ressaltar, no entanto, que o pênalti foi bem assinalado. Após finalização no travessão de Gabriel Barbosa, a bola sobra para Bruno Henrique, que chutou e Marcelo Benevenuto “defendeu” o lance. O zagueiro estava com o braço esticado. O árbitro do clássico, Vuaden, não marcou pênalti, embora os jogadores do Flamengo tenham reclamado de imediato. O VAR, por outro lado, chamou o juiz, que analisou a jogada e voltou atrás, marcando assim a penalidade convertida por Gabigol.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • E o goleiro do Botafogo que nocauteou o VAR?

  • Faísca e os seus chororô. Não tem jeito…

  • FAZEMOS DESBLOQUEIIO DOS CANAIS PREMIERE, TELECINE, HBO, COMBATE E CANAIS ADULTOS PARA ASSINANTES DE TV POR ASSINATURA DE QUALQUER LUGAR DO BRASIL E TAMBEM REDUZIMOS O VALOR DA FATURA.
    SÓ PAGA DEPOIS QUE O SERVIÇO FOR FEITO.
    WHATSAPP 11.957540287