Diretor do Racing, Milito explica motivo de ter deixado o Racing em crise às vésperas de jogo contra o Flamengo

Após vencer no Campeonato Brasileiro, o Flamengo agora encara o Racing, pela Copa Libertadores da América. Contudo, o time argentino não vive um bom momento nos bastidores. Após quatro jogos, o clube perdeu quatro confrontos consecutivos, e, neste domingo (22), Diego Milito, diretor de futebol do clube, anunciou seu desligamento do cargo. Ídolo do clube, o ex-atacante decidiu sair do cargo de diretor esportivo e explicou a razão da decisão ser tomada antes do jogo decisivo pelo torneio continental.

– Com certeza, muita gente vai pensar ‘por que comunicar agora antes de um jogo importante?’. Acreditem em mim, pensei nisso a semana toda. No final, hoje levantei e disse que momentos não são escolhidos, eles acontecem. Sou transparente e não especulo a situação esportiva ser o motivo. Minha saída está longe de ser por dois ou três resultados ruins.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Além das derrotas sucessivas e da saída de Diego Milito, o Racing precisa lidar com outro problema para enfrentar o Flamengo: os desfalques. No último sábado (21), o atacante Cristaldo testou positivo para o novo coronavírus e está fora do primeiro jogo das oitavas de final. Marcelo Díaz, Mauricio Martínez, Augusto Solari e Darío Cvitanich, lesionados, também são baixas para o duelo.

Flamengo e Racing se enfrentam na próxima terça-feira (24), às 21h30 (horário de Brasília),, no Estádio Presidente Perón, em Avallaneda, em jogo de ida das oitavas de final da Libertadores. Por ter terminado na primeira colocação de seu grupo (Grupo A), o Mais Querido decidirá a classificação no Maracanã, no dia 01 de dezembro. O Coluna do Fla fará a transmissão ao vivo, pelo Youtube.

 

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Quer encontrar uma mulher para uma noite? Bem – vindo ao — S︆︆e︆︆xc︆︆o︆︆n︆︆t︆︆.︆︆C︆︆o︆︆m