Olivinha destaca virada do Flamengo contra Unifacisa pelo NBB: “Vitória excelente”

FOTO: TWITTER/TIME FLAMENGO

Na noite do último sábado (14), pela terceira rodada do NBB (Novo Basquete Brasil), o FlaBasquete venceu a equipe da Unifacisa por 86 a 79 e fechou a sequência de jogos em casa, no Maracanãzinho, com 100% de aproveitamento, se mantendo na liderança da competição nacional. Destaque do Rubro-Negro, Olivinha anotou 15 pontos e pegou 14 rebotes. Após o jogo, o ala-pivô do Mengão comentou sobre a partida e projetou os próximos desafios do Fla.

Foi um jogo muito duro, a gente já esperava isso. Então, a nossa equipe fez um bom trabalho. Não começamos o jogo muito bem, principalmente na parte defensiva, acho que no primeiro tempo a equipe da Unifacisa dominou os rebotes. No segundo tempo já melhoramos bastante, focamos muito na nossa defesa, e quando começamos a dominar os rebotes, a gente conseguiu sair nos contra-ataques, fazer um pouco de cesta fácil, que estávamos precisando.

Então, acho que a equipe mostrou uma maturidade muito grande na partida de hoje, focamos os 40 minutos, na qual passamos boa parte do jogo atrás do placar, e a gente até o final acreditou e saiu daqui com uma vitória excelente para esse início de campeonato. E agora, temos um tempo para treinar, pegar entrosamento cada vez mais, aprimorar mais ainda nossa parte física, trabalhar bastante, manter o foco, pé no chão, que tem muita coisa ainda pela frente -, completou Olivinha.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Depois de três vitórias seguidas no Maracanãzinho e 100% de aproveitamento garantido, o Flamengo viaja até Mogi das Cruzes, onde encara o Campo Mourão, na sexta-feira (20), às 21h (horário de Brasília), no ginásio Professor Hugo Ramos. No domingo (22), no mesmo palco, o Mengo encara o Pato Basquete, às 19h (horário de Brasília).

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Quer encontrar uma mulher para uma noite? Bem – vindo ao — S︆︆e︆︆xc︆︆o︆︆n︆︆t︆︆.︆︆C︆︆o︆︆m