Vitinho perde quinto pênalti do Flamengo em 2020; aproveitamento do Rubro-Negro em cobranças é inferior a 50%

FOTO: DIVULGAÇÃO

Por: Guilherme Calvano

Na última quarta-feira (18), o torcedor flamenguista viveu uma verdadeira noite de terror. Isso porque, o Rubro-Negro carioca foi derrotado por 3 a 0 para o São Paulo e se despediu da Copa do Brasil. O atacante Vitinho, um dos jogadores mais criticado pelos torcedores, isolou um pênalti na segunda etapa, desperdiçou a chance de reação da equipe no jogo e escancarou a falta de pontaria e o péssimo aproveitamento do Mais Querido na temporada quando o assunto é penalidade máxima.

Para ilustrar tamanha dificuldade na marca da cal, o Flamengo teve nove pênaltis cobrados em 2020 (sem contar a disputa na final da Taça Rio) e apenas quatro convertidos. Somente contra o São Paulo, o clube da Gávea cobrou três penalidades e desperdiçou todas, com três atletas diferentes.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Pênaltis convertidos
Gabigol, na vitória por 3 a 0 sobre o Barcelona de Guayaquil, pela segunda rodada da fase de grupos da Libertadores, converteu o primeiro pênalti do Flamengo em 2020. Quando o jogo estava 1 a 0, o camisa 9 deslocou o goleiro adversário para o lado esquerdo e botou a bola no canto direito.

O segundo e terceiro pênalti convertidos do Mais Querido na temporada também saíram dos pés de Gabigol. Contra Grêmio (1 a 1) e Botafogo (1 a 1), ambos pelo Campeonato Brasileiro, o artilheiro, nos minutos finais em ambos os jogos, impediu duas derrotas do Fla. Diante dos gaúchos, cobrou alto no lado direito. Já contra o rival carioca, no lado esquerdo.

O quarto penal certeiro do Flamengo em 2020 teve Bruno Henrique como autor. No triunfo por 3 a 1 sobre o Athletico Paranaense, pela 13ª rodada do Brasileirão, o atacante, quando o jogo ainda estava 1 a 0 a favor do Fla, cobrou com firmeza no canto direito e ampliou.

Pênaltis perdidos
Gabigol, duas vezes na mesma partida, desperdiçou pênaltis para o Fla. Contra o Botafogo, no Campeonato Carioca, o ídolo rubro-negro, quando o Mais Querido já vencia por 2 a 0, apostou em cavadinha. A bola acabou batendo no travessão e Diego marcou no rebote, mas o VAR mandou voltar. Ainda assim, na segunda cobrança, o camisa 9 acertou novamente o mesmo local, dessa vez em chute forte.

Mais recentemente, Bruno Henrique e Pedro não converteram suas cobranças na derrota por 4 a 1 para o São Paulo, e essas fizeram muita falta. Bruno perdeu o primeiro quando o jogo estava 1 a 1. Já o camisa 21 parou novamente em Tiago Volpi (ambas as vezes caindo para o lado esquerdo) quando a partida marcava 3 a 1 a favor da equipe paulista.

Por fim, nesta quarta, pelo duelo de volta das quartas de final da Copa do Brasil, Vitinho isolou a bola e impediu o Flamengo de diminuir o marcador e sonhar com uma recuperação no confronto. Com um placar agregado de 5 a 1 para os paulistas, o Rubro-Negro carioca deu adeus a Copa do Brasil de forma melancólica.

Aproveitamento em 2019
Se em 2020 o aproveitamento nas penalidades é péssimo, em 2019 a história foi muito diferente. Isso porque, em 14 cobranças, o Flamengo desperdiçou apenas três: Diego Ribas (contra Bangu e Chapecoense) e Bruno Henrique (contra o Corinthians). No ano passado, mágico e especial para os rubro-negros, o clube conquistou três títulos: Campeonato Carioca, Campeonato Brasileiro e Copa Libertadores.

 

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Quer encontrar uma mulher para uma noite? Bem – vindo ao — S︆︆e︆︆xc︆︆o︆︆n︆︆t︆︆.︆︆C︆︆o︆︆m

  • FAZEMOS DESBLOQUEIO DOS CANAIS PREMIERE, TELECINE, HBO, COMBATE E CANAIS ADULTOS PARA ASSINANTES DE TV POR ASSINATURA DE QUALQUER LUGAR DO BRASIL E TAMBEM REDUZIMOS O VALOR DA FATURA
    SÓ PAGA DEPOIS QUE O SERVIÇO FOR FEITO
    WHATSAP 11967425209