Grupo político do Flamengo questiona proposta orçamentária para 2021: “Excessivamente otimista”

FOTO: DIVULGAÇÃO / FLAMENGO

Na noite desta terça (15), o Conselho de Administração do Flamengo aprovou o orçamento para 2021. A proposta da direção prevê uma receita bruta de R$ 953 milhões, valor superior ao que foi aprovado para 2020: R$ 726 milhões inicialmente e R$ 677 milhões, após readequação por conta da pandemia. Em nota, o grupo político “Sócios Pelo Flamengo“, o “SóFla“, questionou as premissas que considerara como “excessivamente otimistas”.


Apoie o Mengão! Camisa e outros produtos oficiais em promoção


O grupo diz ainda que “o orçamento deveria ter sido elaborado com base em premissas mais realistas” e que irão seguir vigilantes “para que não haja retrocesso quanto à gestão“. O “SóFla” é oposição a atual direção do Flamengo e foram base de apoios da gestão de Eduardo Bandeira de Mello, que foi presidente do Mais Querido por dois mandatos: 2012-2015 e 2016-2018.

O orçamento faz projeções de desempenho nas competições. Nele, é previsto chegar à semifinal da Libertadores e segunda colocação do Brasileirão. A previsão para venda de jogadores quase que dobrou em relação a 2020, quando foram previstos R$ 80 milhões. Em 2021, a previsão é arrecadar R$ 168 milhões. A aquisição do atacante Pedro está incluída também. O jogador custou 14 milhões de euros, que serão pagos em seis parcelas.

CONFIRA A NOTA DO “SÓFLA”:

O SóFLA sempre defendeu a gestão profissional e responsável dos recursos do FLAMENGO e, por essa razão, nos causam bastante preocupação as premissas excessivamente otimistas adotadas na proposta de orçamento levada à deliberação no Conselho de Administração na noite de hoje.

Embora o grupo reconheça a boa saúde financeira do Clube, entendemos que o orçamento deveria ter sido elaborado com base em premissas mais realistas, considerando o atual contexto econômico e sanitário do país.

O grupo segue vigilante para que não haja retrocesso quanto à gestão responsável e profissional do Clube“.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *