Com oferta dos Estados Unidos, representantes de Lincoln pedem folga ao Flamengo

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Os últimos dias tem sido muito turbulentos no ambiente do Flamengo. Entre acusações de formação de ‘panelas’, saída de treinador, busca por novo e clima ruim na diretoria, o Mais Querido parece não ter remédio para a crise. Porém, certamente, um dos mais afetados por tudo isso é o atacante Lincoln, que ainda não conseguiu regularizar sua saída do clube. Em suma, empresários do atleta negociam quatro dias de folga do Rubro-Negro, para acertar os últimos detalhes da transferência rumo aos Estados Unidos.

O imbróglio começou no mês passado, quando a diretoria do Flamengo tomou uma decisão que chocou os empresários do atleta. Antes de partida decisiva, dirigentes resolveram afastar Lincoln do elenco profissional, e o colocaram para treinar no sub-20. Com a situação cada vez mais insustentável, os representantes do atacante procuraram outro clube para o jogador, enquanto cuidavam de sua situação no Mais Querido. Entre os interessados, o Vissel Kobe, do Japão, e o FC Cincinatti, dos Estados Unidos, apareceram como principais nomes.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


O clube japonês foi o que mais investiu na contratação, e chegou a enviar representantes ao Brasil. Porém, as primeiras ofertas não agradaram, e a negociação parecia chegar a um final feliz para os americanos. Contudo, os japoneses aceitaram a contraproposta do Mais Querido, que ficou dessa forma: 500 mil de dólares à vista ( R$ 2,7 milhões), com opção de compra em 2,5 milhões de dólares (R$ 13,5 milhões) por 75% dos direitos e obrigação de compra se Lincoln disputasse 50% dos jogos.

Tudo parecia caminhar bem, até que, na última segunda-feira (11), o Mais Querido não retornou a documentação. Dessa forma, ficou claro que o Flamengo havia desistido de vender o atleta nestas condições, priorizando uma negociação de venda direta. A decisão gerou mal estar entre os representantes japoneses que, assim como Lincoln, já davam o acordo como certo. Porém, tudo mudou e, agora, o FC Cincinatti parece ser o destino do atacante para a próxima temporada.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *