Sem Bruno Henrique, Rogério Ceni quebra cabeça para definir substituto; Vitinho e Michael são opções

FOTO: DHAVID NORMANDO / FUTURA PRESS

Na última quinta-feira (21), o Flamengo venceu o Palmeiras por 2 a 0, no Mané Garrincha, em Brasília, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Agora, em reta final, cada jogo é visto como uma decisão. Além disso, a vitória sobre o Alviverde deu mais confiança ao elenco rubro-negro para conseguirem buscar o título nacional. No entanto, para o próximo embate, Rogério Ceni não poderá contar com Bruno Henrique, suspenso por ter levado terceiro cartão amarelo. Dessa forma, o treinador vai precisar ‘quebrar a cabeça’ para escolher o substituto do atacante.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Com um elenco recheado, o problema maior vai para o técnico, que vai ter a necessidade de escolher o melhor jogador a altura do camisa 27. No banco de reservas, Rogério Ceni tem Pedro, Vitinho e Michael para a posição. No entanto, a opção pelo camisa 21 é praticamente inviável. Isso porque, o treinador descartou a possibilidade de colocá-lo ao lado de Gabigol em campo na equipe titular.

Nas últimas partidas em que Gabriel Barbosa não pôde estar em campo, quem assumiu a vaga de titular foi o atacante Vitinho, que jogou ao lado de Bruno Henrique contra o Racing, Coritiba, São Paulo e outros. Dessa forma, a opção mais provável do treinador deve ser a escolha pelo camisa 11. Contudo, Ceni ainda tem Michael à disposição, que mesmo com poucas oportunidades, é mais uma escolha para o ataque.

Ao final do confronto, o treinador concedeu entrevista coletiva e falou sobre a possibilidade colocar Pedro ao lado de Gabigol. No entanto, Ceni observa que os dois atacantes não possuem a característica de jogar mais na ponta como Bruno Henrique tem.

– É muito cedo para falar algo pós-jogo. Quando o Bruno Henrique tomou o terceiro amarelo, quis deixar ele até o fim do jogo. Depois, coloquei os jovens, mais descansados. Usei tudo do Bruno para depois darmos uma trabalhada. Não vejo nesse momento Pedro e Gabriel juntos. Nem o Pedro nem o Gabriel têm essa característica de lado como o Bruno. É uma função importante. Ainda não pensei firme no Athletico, começo a partir de amanhã.

Apesar do bom resultado, o Mais Querido cobra foco e mantém preparação visando o duelo diante do Athletico-PR. O jogão acontecerá neste domingo (24), às 16h (horário de Brasília), na Arena da Baixada, em Curitiba. A partida contará com exibição da TV Globo, mas o Coluna do Fla traz a transmissão mais rubro-negra da internet, com Rafa Penido no comando.

 

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • TEM Q FAZER GOLS VITINHO MT PREQUICOSO PERDE A BOLA NAO NAO CORRE ATRAS MICHAEL PARECE DOIDO PERDE VARIAS CHANCES PORQ NAO PEDRO E GABIGOL PONHE ARRASCA MAIS OELA ESQUERDA REVEZANDO COM EVERTON E SUFOCA A SAIDA DE BOLA ASSIM VAMOS TER OS DOIS MELHORES ATACANTES Q DIFICILMENTE PERDEM CHANCE DE GOLS DEIXA ARAO NA ZAGA GERSON TEM Q SOLTAR BOLA MAIS RAPIDO TIPO DIEGO FAZ AGORA É AJUDAR MAIS NA MARCACAO ELE NAO CONSEQUE VOLTAR COM VELOCIDADE ENTAO WTEM.Q EVITAR CONDUZIR TDA HORA A BOLA

  • Não seria o momento de se pensar em um 4-4-2 e escalar Gabriel e Pedro juntos?