Flamengo amassa o Sport, reassume vice-liderança do Brasileirão e segue na luta pelo título

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Por: Paula Mattos

Flamengo e Sport entraram em campo na noite desta segunda-feira (01), em jogo válido pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida foi disputada na Ilha do Retiro, às 20h (horário de Brasília), e o Mais Querido buscava uma vitória para se manter vivo na briga pelo título nacional.

Para o duelo, Rogério Ceni escolheu a seguinte equipe titular: Diego Alves, Isla, Gustavo Henrique, Arão e Filipe Luís; Gerson, Diego, Everton Ribeiro e Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabigol.

O JOGO:

O jogou começou com o Flamengo abrindo o placar logo aos 3 minutos. Após bom trabalho de bola, Arrascaeta tocou para Gabigol, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes. Mengo 1×0.

Na tentativa de ampliar o marcador, o Mais Querido pressionava a saída de bola e conseguia envolver o Sport, que não conseguia jogar. Aos 10, o Rubro-Negro perdeu uma chance incrível. Bruno Henrique saiu sozinho na cara do gol, mas preferiu deixar para Gabi, que mandou para cima do travessão.

Ligado no 220, o Flamengo era avassalador na Ilha do Retiro e, depois de muitas tentativas, aos 18, conseguiu marcar o segundo gol. Gabigol carregou pela direita e cruzou para a área. A defesa adversária tirou e, no rebote, Bruno Henrique mandou para o fundo das redes. Mengo 2×0.

A primeira etapa foi de um excelente jogo do Flamengo, que voltou a apresentar a famosa intensidade. Com a marcação alta, o Rubro-Negro conseguiu envolver totalmente o adversário e, se não fossem as grandes chances de gol desperdiçadas, poderia ter construído uma goleada no tempo inicial, que se encerrou com 61% de posse de bola, 244 passes certos, 10 desarmes, 13 finalizações e 4 escanteios.

Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


As duas equipes voltaram sem alterações para o segundo tempo, e logo no primeiro minuto teve falta perigosa para o Sport, mas Thiago Neves mandou para cima do gol.
Na resposta, Gabi teve uma grande chance de ampliar o placar. Arrascaeta cobrou falta na área e, na sobra, Gabigol acertou um belo chute, mas mandou para fora.
Aos 9 minutos do segundo tempo, cartão vermelho para Ronaldo Henrique, do Sport. O jogador deixou a mão no rosto de Gabi e a arbitragem assinalou expulsão direta. No entanto, o juiz foi chamado pelo VAR para revisão do lance, anulou a penalidade e aplicou o cartão amarelo.
Aos 12 minutos, Rogério Ceni fez a primeira alteração: tirou Gerson, que estava amarelado, para a entrada de Pepê e, no lance seguinte, mais uma substituição. Diego Alves, que fazia o primeiro jogo do ano após lesão, voltou a sentir um problema na coxa direita e deixou o campo para a entrada de Hugo.
Assim não dá! Aos 17, Gabi perdeu mais um gol feito. Após boa jogada individual de Pepê, o atacante, sozinho na cara do goleiro, cabeceou forte e mandou por cima do travessão. Mengo 2×0.
Nos 45 minutos finais, o Flamengo diminuiu um pouco o ritmo e continuou perdendo um caminhão de gols feitos. Na tentativa de administrar o placar e o resultado positivo, Ceni promoveu substituição tripla: saíram Gabigol, Bruno Henrique e Diego, para as entradas de Vitinho, Pedro e João Gomes, respectivamente.
Apesar de menor poder ofensivo do que o apresentado na primeira etapa, o Mais Querido continuou buscando o ataque e, aos 39, teve boa chance com Pepê. Filipe Luís cobrou falta na área, Everton Ribeiro tocou para Vitinho, que deixou passar. Na sobra, Pepê mandou um chutaço rumo à meta do Sport, mas parou em boa defesa de Luan Polli.
Com seis minutos de acréscimo, o Rubro-Negro continuou agredindo o adversário na tentativa de conseguir o terceiro gol e, aos 50, GOL DO FLAMENGO! De pé em pé, Arrascaeta e Everton Ribeiro comandaram a jogada, o Flamengo chegou com facilidade e Pedro estufou as redes do Sport, fechando a conta na Ilha do Retiro. Flamengo 3×0.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *