Lance envolvendo Isla pode ser ‘chave’ para absolvição de Bruno Henrique em julgamento; entenda

Na próxima quarta-feira (10), o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) irá julgar o atacante do Flamengo, Bruno Henrique, de maneira virtual, pelo lance ocorrido na partida contra o Goiás, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em meio a isso, nesta terça (09), Rodrigo Dunshee, vice-presidente jurídico do Fla, acatou a sugestão de um torcedor na web, que propôs a ele que usasse o acontecimento com Isla na partida contra o Bragantino como exemplo para a absolvição do ‘Rei dos Clássicos’.

CONFIRA A PUBLICAÇÃO:

ENTENDA O LANCE DE ISLA:

Em partida empatada em 1 a 1 contra o Bragantino, Isla não teve uma noite agradável. Aos 10 minutos do segundo tempo, o lateral dividiu uma bola com Edimar, próximo à linha lateral, caiu e sofreu um pisão no rosto. Com um sangramento no local, o jogador precisou receber atendimento e jogou o restante da partida com gaze e esparadrapo na face.

ENTENDA O LANCE DE BRUNO HENRIQUE:

O lance do camisa 27 do Fla aconteceu na 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na ocasião, o atacante atingiu o rosto de Breno, do esmeraldino, que acabou fraturando o nariz.  A princípio, a comissão disciplinar da entidade não reconheceu a denúncia. Contudo, após a terceira sessão, o recurso foi acatado e o processo reativado.

Caso seja punido, é possível que Bruno Henrique possa chegar até seis jogos de suspensão pelo Flamengo, o que será prejudicial ao Rubro-Negro, uma vez que o atacante é uma das peças fundamentais no ataque do Mais Querido e está entre os artilheiros do clube na temporada. Além do fato de que o Fla está em reta final de campeonato e briga pelo título nacional.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Além de Bruno Henrique, Gabigol e Gustavo Henrique também foi indiciados pelo órgão público, que decidiu não punir os jogadores do Flamengo, e, dessa forma, estão ‘livres’ para continuarem ajudando o Fla na busca pelo título nacional.

 

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • E tem mais uma questão sobre essa retomada de julgamento: Se o STJD possui poder para alterar um fato de jogo (punição) divergindo do entendimentos de todos os árbitros escalados na partida para essa finalidade de enquadramento em “suposta infração”, incorrerá na abertura de precedente para os clubes pedirem a exclusão de qualquer cartão amarelo a partir dessa nova visão divergente e assim, tentar postergar o terceiro amarelo da suspensão.

  • MARACUTAIA DESCARADA DA CBF E SEUS PROCURADORES DO STJD!

  • Advogado do Goiás diz que clube não está insistindo em punição de Bruno Henrique
    do Flamengo
    Em contato com a reportagem da Sagres 730, o advogado do Goiás, João Vicente, esclareceu que na época do jogo, o clube esmeraldino fez um notícia de infração e que
    em primeira instância, Bruno Henrique foi julgado e absolvido, até porque, o Goiás não
    se manifestou no processo. E esse foi o único ato do Goiás, que não insistiu na denúncia, explicou o advogado.
    Agora, o caso volta ao tribunal por pedido dos procuradores e não por insistência do
    Goiás.
    Quanto ao fato do caso ser reaberto justamente na reta final do Brasileirão, com o
    Flamengo na disputa do título contra o Internacional, o advogado João Vicente disse
    que já ouviu insinuações sobre o momento, mas minimiza. “Já ouvi com certeza, mas
    o Goiás fez a notícia de infração na época do jogo e não nos manifestamos mais”, finalizou.

    Fonte: Sagres Online.

  • Pior que o Bruno Henrique ser Suspenso é Rogério Ceni colocar o Vitinho no lugar, tomara que o BH não seja suspenso, mais se for o Substituto teria que ser o PEDRO.❤🖤🔴⚫