Com golaço no último lance, Flamengo vence o Nova Iguaçu na estreia do Carioca

FOTO: MARCELO CORTES/FLAMENGO

Flamengo e Nova Iguaçu entraram em campo na noite desta terça-feira (02), em jogo válido pela estreia Campeonato Carioca. O início da competição foi disputado no Maracanã, às 21h35 (horário de Brasília), e o Mais Querido foi em busca de uma vitória para começar a trajetória rumo ao 37º título com o pé direito. Com os garotos em campo, o Fla oscilou, mas venceu por 1 a 0 na rodada que marcou o início da temporada 2021.

Com o recesso da equipe principal, o Flamengo, comandado por Maurício Souza, entrou em campo com: Gabriel Batista, Matheuzinho, Gabriel Noga, Natan e Ramon; Daniel Cabral, João Gomes e Yuri de Oliveira; Thiaguinho, Lázaro e Rodrigo Muniz.

O JOGO:

O Flamengo começou a partida administrando a posse de bola, mas encontrava dificuldades para penetrar na defesa do Nova Iguaçu. Aos poucos e com muita paciência, o Mais Querido começou a achar os espaços deixados pelo adversário e, aos 12 minutos, conseguiu a primeira chance de gol, com Thiaguinho.

Aos 20, mais um ataque de perigo do Rubro-Negro: após lançamento do lateral esquerdo Ramon, Lázaro fez o pivô e escorou na medida para Daniel Cabral. O camisa 8 tentou de primeira e bateu forte, mas a bola se perdeu pela linha lateral.

Rodrigo Muniz, centroavante do Flamengo, teve a melhor chance do primeiro tempo, mas hesitou na cara do gol e não conseguiu marcar. O lance ocorreu aos 41 minutos, quando o camisa 9 venceu o duelo individual e precisava apenas vencer o goleiro, contudo, passou para Lázaro, que chegaria com o gol aberto. A assistência, porém, não teve a precisão esperada, e o Fla desperdiçou a grande oportunidade.

O Flamengo seguiu no domínio das ações durante a etapa inicial, insistindo nas jogadas individuais de Thiaginho, pela ponta direita, e nos cruzamentos de Ramon, pelo outro lado do ataque. Apesar disso, o gol não saiu até o apito que deu fim ao primeiro tempo.

Para a etapa complementar, o técnico Mauricio de Souza não fez alterações na equipe, mostrando que gostou do que viu nos 45 minutos iniciais. O que não mudou também foi a postura do Flamengo em campo. Com apenas quatro minutos, Thiaguinho já fazia tentado chutes cruzados em duas oportunidades. Na segunda, o camisa 11 forçou o goleiro adversário a fazer uma grande defesa.

Aos cinco, o Flamengo foi obrigado a fazer a primeira mexida. Após choque com adversário, o volante Daniel Cabral sentiu dores na costela e não teve condições de seguir em campo. Neste momento, o técnico ousou e acionou Max, meia-armador, para mandar o time ao ataque.

O Nova Iguaçu esperava as brechas para atacar, e teve uma aos 12 minutos. O Fla falhou na saída de bola, Vandinho aproveitou e encarou a marcação. Na entrada da área, ele foi derrubado e gerou falta perigosa. Na cobrança, Dieguinho mandou na barreira.

A equipe adversária passou a se expor e buscar a partida, mas foi o Flamengo quem voltou a assustar. O relógio marcava 21 minutos do segundo tempo, quando Thiaguinho recebeu em profundidade na ponta direita e, com um corte, entortou o zagueiro. Na sequência, o atacante cruzou e a zaga desviou contra a própria meta, e o gol contra não saiu por pouco. Na sequência, Thiaguinho foi substituído por Gabriel Barros.

A partida ficou morna, e o Nova Iguaçu foi quem chegou mais próximo de marcar, aos 35 minutos. O zagueiro Abuda decidiu arriscar de longe e a bola parecia perdida, porém, com uma curva venenosa, explodiu na trave e assustou o goleiro Gabriel Batista.

Aos 47 minutos, o atacante Canela teve uma ótima chance, na cara do goleiro, mas Gabriel Batista fez ótima defesa e impediu o gol adversário. O melhor, porém, ainda estava por vir: no último lance, Max recebeu de Lázaro na entrada da área e mandou colocado, no ângulo, para abrir o placar. Depois do tento, a partida foi encerrada. Agora com três pontos, Flamengo volta a campo às 18h (horário de Brasília) do sábado (06), quando encara o Macaé.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • O mengão teve 61,6% de posse de bola e perdeu várias chances de gols, isso com um time
    de garotos, meu destaque vai pra Ramon, muito seguro na defesa e procurando o ataque,
    Daniel Cabral, muito bom enquanto esteve em campo, Lázaro mostrou habilidade, resumo,
    a garotada a mim não decepcionou, único senão, Rodrigo Muniz sozinho na frente do gol
    amarelou e deu um passe ruim pro Lázaro, para o primeiro jogo da garotada no carioca e
    vestindo uma camisa pesada como a do flamengo, achei bom, vamos ver, essa garotada
    recebendo reforços como Pepe, como fica, espero que aquele velho lema não tenha ficado
    no passado, CRAQUE O FLAMENGO FAZ EM CASA.

  • Jogo ruim até de assistir. Esse técnico da base não treina essa garotada não? Sem jogadas, sem opções, ficaram rodando a bola na defesa, contra um time modesto, que veio prá empatar e mesmo assim, quase levou o jogo. A molecada é boa, mas pareciam perdidos, sei lá. Já o golaço do garoto foi show. Espero que tenha sido a pressão da estréia, só isso.