Dia Nacional do Orgulho Gay: Flamengo se posiciona e pede respeito à comunidade LGBT

FOTO: DIVULGAÇÃO/FLAMENGO

Nesta quinta-feira (25) é celebrado o Dia Nacional do Orgulho do Gay, e o Flamengo, gigante dentro e fora das quatro linhas, lembrou da data. Nas redes sociais, o Rubro-Negro alertou para o número elevado de mortes por homofobia no Brasil e pediu respeito.

“O Brasil é o país que mais mata LGBTs no mundo. De acordo com informações do GGB (Grupo Gay da Bahia), o Brasil registrou 141 mortes por homofobia de janeiro a 15 de maio de 2019. Uma média de 1 morte a cada 23 horas. Neste Dia Nacional do Orgulho Gay, pedimos respeito, igualdade e o direito de viver e amar para todos”, escreveu o Mais Querido.

O Orgulho Gay, também conhecido como orgulho LGBTQIA+, é um movimento que apoia e incentiva gays, lésbicas, bissexuais e transexuais a terem orgulho de sua orientação sexual, sem medo de escondê-la. Como citado, o Brasil é o país que mais mata LGBTs no mundo e, por isso, é importante um posicionamento de um clube tão grande e representativo como o Flamengo.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Ativo em causas sociais importantes, o Mengo se prepara para o próximo compromisso pelo Campeonato Carioca. Na noite deste sábado (27), às 21h05 (horário de Brasília), o Rubro-Negro visita o Boavista, em Saquarema, pela sexta rodada da Taça Guanabara.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *