Mesmo com diminuição de receita em 2020, Flamengo aumentou investimento nas categorias de base

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Mesmo com a crise econômica e a diminuição de receita provocada pela pandemia do coronavírus, o Flamengo não deixou de continuar investindo forte nas categorias de base. De 2013, ano do início da reestruturação financeira e administrativa do clube, até 2020, houve um aumento de 618% de investimento. O fato também foi destacado pelo presidente Rodolfo Landim em carta aberta publicada no balanço.


Apoie o Mengão! Camisa e outros produtos oficiais em promoção


A crise econômica, portanto, não interrompeu nossas estratégias de fortalecimento da marca e aumento da competitividade; ao contrário, demos sequência aos planos de investimentos relacionados à modernização de nossas instalações, inovação, digitalização e produção de conteúdo e qualificação técnica do nosso elenco de Futebol, não apenas pela aquisição e renovação contratual de atletas de ponta como também pelo investimento nas nossas categorias de base – foram 13 os atletas formados no Clube promovidos à Equipe Principal durante o ano.

O Flamengo investiu R$ 8,1 milhões em 2013 e foi aumentando os valores investidos a cada ano. A exceção foi 2014, quando foram alocados somente R$ 7,4 milhões. Os gastos passam pela formação de atletas, alojamento, alimentação, transporte, educação, vestuário, assistência médica e comissão técnica. Vale lembrar que desde a gestão de Eduardo Bandeira de Mello, o Mais Querido vem conseguindo patrocínios exclusivos para as categorias de base, o que dá uma margem maior para investir.

Toda essa injeção de recursos na base tem dado bastante retorno financeiro. Só em 2020 foram arrecadados R$ 195 milhões entre principais cinco vendas. Quatro foram de Garotos do Ninho: Caio Roque, Matheus Sávio, Vinícius Souza e Reinier. A exceção foi o zagueiro Pablo Marí, negociado por R$ 24,49 milhões ao Arsenal. Em 2021, só com as transferências de Yuri César e Lincoln, já foram embolsados cerca de R$ 46 milhões.

Investimento do Flamengo em formação de atletas desde 2013:

2013 – R$ 8,195 milhões*
2014 – R$ 7,406 milhões*
2015 – R$ 10,526 milhões*
2016 – R$ 16,652 milhões*
2017 – R$ 23,832 milhões**
2018 – R$ 35,201 milhões**
2019 – R$ 44,123 milhões**
2020 – R$ 53,171 milhões*

*Valores retirados dos demonstrativos financeiros referentes a cada ano
** Valores retirados da demonstração financeira de 2019

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *