Rodolfo Landim justifica candidatura à reeleição no Flamengo

FOTO: MARCELO CORTES / FLAMENGO

O Flamengo entrou no terceiro ano da gestão de Rodolfo Landim, e os bastidores do clube começam a projetar a eleição que acontecerá no fim de 2021. Quando ainda era candidato, em 2018, o atual presidente afirmou que permaneceria somente um mandato à frente do Rubro-Negro. No entanto, Landim mudou de ideia e está buscando a reeleição.

Internamente, Landim começou a articular a eleição quando enviou um questionário aos sócios para saber a intenção de votos na eleição, além de fazer perguntas sobre a avaliação de sua gestão. Em entrevista ao Globo Esporte, o presidente abriu o jogo e revelou o motivo que o fez aceitar ser candidato à reeleição.

– A razão pela qual a gente acabou aceitando fazer isso foi porque já desde o final do ano passado, e algo que começou a aumentar no início deste ano, foi que todos aqueles grupos, porque o Flamengo tem vários grupos, que na verdade ajudaram no apoio, eles começaram a nos procurar com o intuito de pedir para que a gente continuasse por mais três anos – antes de completar:

– Por entender que o trabalho estava sendo bem feito, por entender que não havia ninguém, pelo menos para aquelas pessoas que tinham uma maior participação na gestão, que estava disposto ou querendo pelo menos neste momento ser presidente. Essas pessoas todas eu acabei conversando com elas e elas também me pediram para continuar – prosseguiu:

– Então, acho que foi uma resposta que eu acabei dando positiva para o pessoal, atendendo ao próprio apelo das próprias pessoas que nos apoiaram aqui. Eu costumo dizer que tem uma frase de um livro que eu li quando era garoto, que é do Saint-Exupéry, que é O Pequeno Príncipe. Ele fala uma frase interessante que diz que você se torna responsável pelas pessoas que cativa, né? E de certa forma eu acho que o pessoal vindo e me pedindo para que eu ficasse mais três anos, eu acabei concordando com isso aí – finalizou.


Quem será o próximo a perder para o Mengão? Saiba como lucrar com previsões esportivas!


Cabe destacar, inclusive, que Rodolfo Landim recebeu apoio da maioria dos grupos políticos do Flamengo. Os grupos Fat, FlaFut, Garden, Ideologia Rubro-Negra, Raiz, Sempre Flamengo, URN e Sinergia Rubro-Negra concordaram com a reeleição do presidente e manifestaram a intenção de voto.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • A gestão Landim cometeu erros em sua administração, como o aumento abusivo da mensalidade do torcedor off- Rio e as contratações de Michael e Léo Pereira, mas ela teve muitos acertos, além de ser pé quente. Fui xingado aqui neste site por fakes da oposição porque reconheci que ninguém é campeão da Libertadores e do Brasileirão em um mesmo fim de semana por puro acaso. Não dá para tirar o mérito desta diretoria pela Libertadores e pelos dois Brasileirões conquistados. Muitos dirão que o Bandeira iniciou esta era vitoriosa do futebol rubro-negro com a adoção do rigor nas finanças ( no que eu concordo), mas quem teve conquistas importantes foram Landim e companhia. Sou rubro-negro de coração e valorizo as taças que meu time levanta e quem são os gestores que estãoà frente da organização e planejamento, que levam aos títulos. Landim foi duramente atacado pela Globo em retaliação por ser recusar a assinar um contrato de transmissão do Cariocão em 2020 em que o clube receberia menos do que merece( modus operandi que essa emissora adota em qualquer setor da vida pública brasileira quando contrariada em seus interesses) e por setores da mídia anti-flamenguista, que não engolem o fato de o Mais Querido ser o clube mais importante do país, Apesar dos erros e acertos, o que vale a pena no final das contas para quem é torcedor e não tem interesses políticos no clube é ver o Flamengo sendo dirigidos por quem conquiste títulos. Não queremos voltar a “era do cheirinho”!