A caminho do Montpellier, Thuler se despede do Flamengo: “Obrigado, Nação!”

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Ao longo dos últimos meses, a negociação entre Matheus Thuler, Montpellier e Flamengo se arrastou. No entanto, todas as partes já haviam se acertado e o zagueiro vinha se preparando para morar na França. De passagem comprada, o Cria do Ninho se despede do clube que o formou nesta terça-feira (08). Dessa forma, a jovem promessa mandou um recado emocionante para a Nação em uma rede social.

Vale destacar que, além do carinho pela Nação Rubro-Negra, Thuler comentou um pouco sobre sua trajetória no Mais Querido. No clube desde os oito anos de idade, o zagueiro vestiu o Manto Sagrado ao longo de 14 anos e deu grandes alegrias para a família e para a torcida. Dessa forma, o empréstimo do defensor já parece uma despedida real, e não um até logo, visto que o Montpellier pode exercer a função de compra estabelecida no contrato.

Obrigado, Flamengo! Cheguei no clube com 8 anos de idade, ainda no futsal, e, de lá para cá, foram 14 anos vestindo o Manto Sagrado. Agradeço a todos que fizeram parte da minha trajetória. Só tenho a agradecer. Foi uma honra vestir o Manto! Obrigado por tanto, Nação“, disse Thuler, no Instagram.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Thuler assinará contrato nos próximos dias. O Montpellier pagará ao Rubro-Negro 200 mil euros, pelo empréstimo de 18 meses do jogador. A opção de compra ao término do vínculo está avaliada em 2,5 milhões de euros. O Mais Querido mantém 10% do zagueiro para negociações futuras. Caso o clube francês opte por exercer a cláusula, os 200 mil euros de empréstimo será descontado do valor do montante total.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Vai com Deus garoto! Desejo toda sorte do mundo. Uma pena que não foi aproveitado como deveria no Flamengo, tinha um grande potencial. É revoltante ver um volante ser improvisado na zaga (sendo titular absoluto) enquanto garotos formados na base do clube (que já mostraram serviço em outros momentos), zagueiros de ofício, não ganham sequer uma única chance no time titular.
    Espero que Otávio e Noga consigam encontrar outros clubes onde possam jogar, porque no Flamengo quem manda é o Arão.