“CBF pode atrapalhar ou impedir a escalação do Pedro”: Flamengo explica ação judicial no STJD

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Por: Guilherme Calvano e Letícia Marques

Na tarde desta segunda-feira (21), o Flamengo entrou com um pedido de liminar no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para que possa escalar Pedro a partir do dia 8 de julho, data na qual o atacante ficaria à disposição da Seleção Brasileira para a disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Em contato com a reportagem do Coluna do Fla, um dirigente do Rubro-Negro que preferiu não ter o nome revelado, explicou a ação do clube contra a CBF.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Entramos hoje no STJD para retirar qualquer restrição em relação ao atleta. Não é Data FIFA e como ele é muito importante na disputa dos três campeonatos, não vamos liberar. Porém, a CBF faz uma indisponibilidade no sistema de dados que pode atrapalhar ou impedir a escalação, mesmo em violação à regra da FIFA. Assim, por precaução ajuizamos a medida judicial.

Por certo, a liminar será analisada pelo presidente do STJ, Otávio Noronha. Desse modo, até 8 de julho, Pedro pode atuar normalmente pelo Flamengo. Porém, a partir de tal data, o camisa 21 do Mais Querido fica indisponível no sistema da CBF. Por tal motivo, o Clube da Gávea foi à Justiça. O técnico André Jardine poderá fazer alterações na lista de convocados até o dia 30 de junho.

Um dia antes da convocação, a diretoria flamenguista enviou um ofício à CBF comunicando a decisão de não liberar Pedro. Contudo, o nome do atacante foi mantido no grupo de jogadores chamados para as Olimpíadas. A competição, como citado pelo dirigente, não é “Data FIFA”, fato que dá ao clube o direito de fazer sua escolha.

CONFIRA O PEDIDO DO FLAMENGO NA ÍNTEGRA
“Considerando a não obrigatoriedade de cessão do atleta PEDRO, requer a Vossa Excelência a concessão da liminar, em tutela de urgência, no sentido de conferir ao FLAMENGO o direito de escalar o atleta Pedro Guilherme Abreu dos Santos, nas partidas a serem realizadas no período de 08.07.2021 até 09.08.2021, pelo Campeonato Brasileiro (Série “A”) e pela Copa do Brasil, determinando que a CBF libere o registro do atleta no sistema “Gestão WEB” até o julgamento final desta Medida Inominada.

Requer, ainda, ao final, a procedência da presente Medida Inominada, nos termos da fundamentação anteriormente exposta, confirmando-se a liminar a ser deferida, ou, mesmo sendo a liminar indeferida, requer a procedência do pedido na forma da fundamentação ora exposta, como medida da mais lídima Justiça!

Pugna pela intimação da Confederação Brasileira de Futebol para responder ao feito”

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • No caso do Reinier o auditor concedeu a liminar, porque seria diferente agora?

  • A época fiquei confuso, se a lei determina que não sendo data fifa o clube não é obrigado
    a liberar o jogador, porque o flamengo ingressou com a liminar pro stjd garantir o direito de
    utilizar o atleta. Agora entendi, a cbf pode a partir do dia 8 de julho, por pura sacanagem,
    retirar o nome do atleta do sistema e ai ele não pode entrar em campo, e da cbf nós podemos
    esperar qualquer coisa, o flamengo fez o certo, o stjd notificou a cbf pra falar e depois disso
    vai decidir, e duvido muito que vã decidir contra a lei, ou seja, vai conceder a liminar e decidir
    que o flamengo pode utilizar Pedro.