Flamengo arrecada mais de R$ 500 milhões em vendas de promessas da base desde 2017

FOTO: REPRODUÇÃO/TWITTER PAQUETÁ

Por: Guilherme Xavier

A partir de 2016, o Flamengo começou a sonhar alto após se reestruturar e vem montando times de excelente qualidade. No entanto, grande parte deste sucesso é por conta do trabalho das categorias de base, que revela grande atletas. Dessa forma, os frutos rendidos pelas promessas, dentro e fora de campo, ajudaram o Mais Querido a obter os jogadores de hoje. Isso porque, desde o período mencionado, o Rubro-Negro arrecadou mais de R$ 500 milhões em vendas dos pratas da casa.

Vale destacar que, quem começou este novo ciclo no Flamengo foi Vinicius Júnior. Cria do Ninho, o atacante teve passe negociado na casa dos R$ 150 milhões, recorde absoluto na história do clube. Depois, vendas como as de Paquetá e Reinier também ajudaram o Mais Querido a montar uma equipe que, no momento, tem três dos atletas mais caros do Brasil: Gabigol, Arrascaeta e Pedro.

Apesar de grande parte do montante se concentrar entre o trio mencionado, o Rubro-Negro também oficializou algumas boas vendas no período. Exemplos disso são o zagueiro Léo Duarte e o lateral Jorge, que saíram por R$ 50 milhões, combinados. Além disso, mesmo com a pandemia do coronavírus trazendo cada vez mais cautela para as equipes de todo o globo, o Mais Querido conseguiu vender seis atletas no certame, como Lincoln, Vinícius Souza e Yuri César.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


CONFIRA AS VENDAS DE CRIAS DO FLAMENGO, ANO POR ANO:

2017:
Vinicius Júnior – R$ 150,4 milhões
Jorge – R$ 20,9 milhões (70% dos direitos econômicos)

2018:
Felipe Vizeu – R$ 12,5 milhões (60% dos direitos econômicos)
Lucas Paquetá – R$ 101,9 milhões (70% dos direitos econômicos)

2019:
Léo Duarte – R$ 20,9 milhões (50% dos direitos econômicos)
Jean Lucas – R$ 27,8 milhões
Matheus Sávio – R$ 5,1 milhões

2020:
Reinier – R$ 108,8 milhões (80% dos direitos econômicos)
Vinícius Souza – R$ 16,5 milhões
Caio Roque – R$ 9,9 milhões

2021:
Yuri César – R$ 31,3 milhões
Lincoln – R$ 15,6 milhões (75% dos direitos econômicos)
Natan – R$ 5 milhões (empréstimo com obrigação de compra de R$ 22 milhões)
Matheus Thuler – R$ 1,4 milhões (empréstimo com opção de compra de R$ 14 milhões)

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *