Grupo político do Flamengo pede abertura de inquérito contra Bap por declarações em entrevista

IMAGEM: REPRODUÇÃO/YOUTUBE

As declarações de Luiz Eduardo Baptista, o Bap, dadas em entrevista ao jornalista Venê Casagrande nesta quinta (10), continua a dar desdobramentos. Na ocasião, o vice-presidente de Relações Externas disse ao defender o retorno do publico aos estádios, que a “Covid é um processo natural“. Com base nessa declaração, o grupo político, Fla Tradição e Juventude, pede uma investigação no que eles classificam como “apologia de crime contra a saúde da população“.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


O requerimento do grupo foi encaminhado ao presidente Rodolfo Landim, com pedido de encaminhamento aos demais poderes do clube, e ao Ministério Público do Rio de Janeiro para ciência e providências. No documento, assinado pelo benemérito do clube, o desembargador Ciro Darlan, citam diversos artigos que o vice-presidente teria descumprido. Uma das punições seria uma suspensão de trezentos e sessenta dias.

CONFIRA O COMUNICADO DO GRUPO:

“FLA TRADIÇÃO & JUVENTUDE
REQUERIMENTO Nº 08

SIRO DARLAN DE OLIVEIRA
Secretário-geral do Movimento Tradição & Juventude do Flamengo

POR UNANIMIDADE, o grupo FlaTradição, requer que sejam apuradas as responsabilidades funcionais do Vice-presidente de Relações Externas, Luiz Eduardo Baptista (Bap), por haver extrapolado em suas funções estatutárias, substituído indevidamente o Presidente em exercício e praticado apologia de crime contra a saúde da população, dos atletas e funcionários do Clube, bem como aplicadas as regras estatutárias. Requer ainda seja encaminhado o presente Requerimento aos poderes competentes do Clube de Regatas do Flamengo para ciência e providências, e, ainda ao Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro para iguais providências”.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • O Bap pode ser até ruim p o Fla. O que me deixa puto é esse exagero politizando tudo que acontece em relação a Covid e pior, misturando com esporte. Covid é uma doença e não um presidente, um ministro ou um time de futebol

  • Cada um tem sua própria opinião. E a minha é que esse mi mi mi é coisa de esquerdista desesperado que não tem o que fazer. Igual a essa CPI da Covid ridícula, sempre com perguntas esdrúxulas totalmente sem uma finalidade realmente útil. Agora opinião virou crime p essa cambada de ralé(acostumados a ser roubados achando que está tudo bem e pior, por ignorância ou burrice). Tratem de trabalhar em coisas que levem o Mengão mais sucessos seus vagabundos.

  • Essa praga de BAP sempre tenta atrapalhar o Flamengo, abre o olho diretoria

  • “substituído indevidamente o Presidente em exercício e praticado apologia de crime contra a saúde da população…”
    Isso é pura rixa antiga desse senhor Darlan. Bap sempre jogou na cara deles o que ninguém até então tinha feito. No passado esses mesmos senhores intitulavam-se os donos do clube, acobertavam tdas indiciplinas e lambanças que o capitão Léo, Peruano e seu grupo faziam no interior da sede, inclusive com agressões físicas, etc…. Qdo conseguiam levar esses caras à Conselho, esses mesmos que estão aí acobertavam e ficava tdo por isso mesmo.
    A partir de 2013 tdo mudou e, hoje o Clube do Flamengo é uma um ambiente sociável onde há respeito e sem confusões. Agora em pleno ANO ELEITORAL, eles querem ressurgir das cinzas pra aparecer.

  • Esse Bap só presta desserviços ao Flamengo. Tem um discurso negacionista e criminoso. FORA BAP.

  • Até que enfim alguém se manifestou contra está atitude genocida do BAP