Rodrigo Muniz marca dois, mas Flamengo perde para o Bragantino no Maracanã

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Por: Paula Mattos

Flamengo e Red Bull Bragantino entraram em campo na noite deste sábado (19), às 21h (horário de Brasília), no Maracanã, em jogo válido pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. Em busca da terceira vitória consecutiva na competição, o Mengo tentava aproveitar o fator casa para manter os 100% de aproveitamento no torneio.

O JOGO:

O Flamengo iniciou a partida um pouco desligado e viu o Bragantino levar perigo logo aos nove minutos, com um chutaço que foi defendido por Diego Alves. No lance seguinte, no entanto, saiu o primeiro gol do jogo: o do adversário. Após cobrança de falta, Aderlan acertou de calcanhar e mandou no ângulo do camisa 1 do Fla, que nada pôde fazer. Mengo 0 x 1 Bragantino.

Após sair atrás do marcador, o Mais Querido ajustou a marcação, colocou a ‘cabeça no lugar’ e foi buscar o resultado. Aos 25, GOL DO FLAMENGO! Depois de cobrança de escanteio e confusão na área adversária, Rodrigo Muniz estava bem posicionado para só mandar pro fundo das redes. Mengo 1 x 1 Bragantino.

Com a retomada das ações e a famosa ‘bola no pé’, o Flamengo conseguiu aumentar a intensidade e, com ela, encontrar os espaços para criar jogadas e levar perigo rumo à meta adversária. Com Rodrigo Muniz bem demais na partida, o Fla teve duas boas chances seguidas no final do primeiro tempo.

Na primeira oportunidade, o atacante ganhou no corpo e chutou de fora da área, mas o goleiro Cleiton se esticou todo para impedir o segundo tento rubro-negro. Na sequência, após cobrança de escanteio, o camisa 43 perdeu o gol. Praticamente livre na pequena área, ele errou a medida e mandou por cima do gol adversário.

Os primeiros 45 minutos do Flamengo foram marcados por 61% de posse de bola, 223 passes certos, quatro escanteios, treze finalizações e um cartão amarelo para Bruno Henrique.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Sem alterações para a segunda etapa, o jogo já voltou quente do intervalo, com uma oportunidade para cada lado nos primeiros cinco minutos. Primeiro, o Flamengo teve grande chance com Bruno Henrique, que chutou da entrada da área, mas parou em boa defesa de Cleiton. Na resposta, o Bragantino teve contra-ataque perigoso, mas o atacante adversário foi atrapalhado por Willian Arão.

Com domínio e intensidade, o Flamengo retornou do intervalo buscando ampliar o placar. Aos 14 minutos, após cruzamento de Michael, Muniz cabeceou quase na pequena área, mas parou na defesa de Cleiton que, na sequência, não conseguiu impedir o gol do Cria do Ninho. Aos 18: GOLAÇO no Maracanã! Após assistência perfeita de Matheuzinho, Munigol, de bicicleta, virou o jogo no Mário Filho. Mengo 2 x 1 Bragantino.

Apesar do golaço protagonizado pelos Garotos do Gávea para garantir a vantagem no marcador, a felicidade do Flamengo durou pouco. Cinco minutos após o gol da virada, o Red Bull Bragantino encontrou seu segundo tento e deixou tudo igual novamente. Mengo 2 x 2 Bragantino.

O Fla comandou boa parte da segunda etapa, principalmente após o segundo gol de Muniz, mas um ‘apagão’ do sistema defensivo ocasionou o gol de empate. Na tentativa de mudar o placar, Ceni fez a primeira substituição aos 27 minutos. O treinador, de volta à beira do campo após infecção por covid-19, tirou Michael, que fez péssima partida, para a entrada de Max.

Com sinais de cansaço de diversos atletas, o Flamengo diminuiu totalmente o ritmo e encerrou o duelo com atuações a desejar. No entanto, aos 44 minutos, Bruno Henrique desperdiçou o gol da vitória. Após cobrança de escanteio, Arão desviou na primeira trave e o camisa 27 cabeceou por cima do gol.

No último minuto dos acréscimos, o Bragantino marcou o gol da vitória. Fim de papo no Maracanã e a primeira derrotado Flamengo no Brasileirão. Flamengo 2 x 3 Red Bull

Veja também

  • Não existe, e nunca existiu, a menor condição de Gerson e diego jogarem como volante e cabeça de área, respectivamente. Sempre falei isso, a defesa fica muito fragilizada e o time sem equilíbrio.

  • precisa parar de insistir com michael.
    e por joao gomes no meio

  • Não existe, e nunca existiu, a menor condição de Gerson e diego serem os meio campo defensores do Flamengo. Principalmente diego.

  • O Rogério Ceni disse que esse tempo afastado pela covid foi bom pq teve tempo para estudar os adversários. Provou mais uma vez que não entende nada de futebol como técnico. O cara não consegue nem visualizar os jogadores que não estavam bem e efetuar as substituições e pq não, até uma mudança tática. #foraceni #vemrenato

  • Infelizmente, numa noite consagradora para Muniz, Ceni inventa (MAIS UMA VEZ) Max, Vitinho reclamou mais do que jogou e a defesa falha em todas… e toma virada.
    O jovem jogador Max vem entrando em todos os jogos, como se estivesse no mesmo nível de João Gomes e Hugo Moura. Acontece, que Max ainda está em nível muito inferior e não podemos contar com ele ainda. Estamos disputando um Brasileiro…ENTENDA ISSO, CENI!
    Vitinho vinha jogando bem, mas anda reclamando demais e pára em quase todas as jogadas que perde.
    A DEFESA E SUA PROTEÇÃO ESTÃO UMA BOST…UMA AVENIDA.
    Nota baixa também para Gérson, que não está bem, assim como Diego. Ambos teimam em prender bolas perigosas e perdem jogadas quase na entrada da área do Mengão.
    Michael….dá pena!

Comentários não são permitidos.