Justiça do Rio amplia poderes de interventores, e presidentes de Fla e Federação Paulista podem demitir diretoria da CBF

FOTO: LUCAS FIGUEIREDO/CBF

Nesta quarta-feira (28), uma decisão da Justiça do Rio de Janeiro concedeu plenos poderes para os interventores Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, e Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da Federação Paulista de Futebol, demitirem a diretoria e o secretário-geral da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A informação foi divulgada primeiramente pelo “ge”.

O juiz Mario Cunha Olinto Filho, da 2a Vara Cível da Vara da Tijuca, determinou ainda que Landim e Carneiro Bastos devem indicar um dos oito vice-presidentes para comandar a CBF até a realização de novas eleições. Na decisão, o magistrado reforça a argumentação para escolha dos presidentes de Flamengo e Federação Paulista de Futebol por critério de “representatividade”.

Vale lembrar que na última segunda-feira (26), Mario Cunha havia anulado a eleição de Rogério Caboclo à presidência da CBF, realizada em 2018, e nomeado dois interventores: Rodolfo Landim e Reinaldo Carneiro Bastos.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Em resumo, a primeira decisão do juiz limitava a atuação da dupla para apenas organizar uma nova eleição, sem permitir que eles administrassem de fato a entidade. No entanto, o despacho desta quarta-feira (28) acaba ampliando o poder dos interventores.

Veja também

  • Acho que Landim não deveria aceitar já que o mesmo não pode se candidatar a presidente é como fazer o bolo e aguardar tá bom tá ruim eu não quero.

Comentários não são permitidos.