Renato tem primeiro desafio no Brasileirão 2021; treinador venceu em estreia pelo Fla na Libertadores

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Os primeiros 90 minutos de Renato Gaúcho como técnico do Flamengo terminaram em vitória maiúscula – e sofrida – na Argentina, diante do Defensa y Justicia, pelas oitavas da Libertadores. No próximo domingo (18), é a vez de buscar os primeiros três pontos no Campeonato Brasileiro à frente do Rubro-Negro. Cabe pontuar, ainda, que o jogo contra o Bahia será o de número um do Portaluppi no torneio nacional desta temporada – visto que deixou o comando do Grêmio antes do início da competição.

Reconhecido por dar preferências as Copas, Renato Gaúcho nunca conquistou um Campeonato Brasileiro em sua longa carreira como técnico – atuando apenas em solo nacional. Ao todo, o treinador já esteve à frente de um clube por 331 jogos no torneio nacional: venceu 138, empatou 96 e foi derrotado em 97. Portaluppi chegou a ter 13 participações na Série B, com sete triunfos e quatro reveses.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Renato Gaúcho fez quatro temporadas completas pelo Brasileirão à frente do Grêmio. Ou seja, foram 38 jogos disputados em 2017-18-19 e 2020. Nos três primeiros anos, o Tricolor terminou na quarta colocação na tabela. No ano passado, porém, caiu para sexto lugar – inclusive, ano do bicampeonato rubro-negro.

Em 2016, ano que retornou ao Grêmio, venceu e empatou quatro partidas, além de ter sido derrotado em outras cinco pelo Campeonato Brasileiro. No entanto, foi em 2013 que se destacou levando o Tricolor ao segundo lugar na classificação geral após o término das 38 rodadas – o Cruzeiro foi o campeão à época.

Com o Flamengo, Renato tem a chance de conquistar o título inédito da carreira e ainda levar o clube ao tricampeonato Brasileiro, repetindo o feito do São Paulo entre 2006 e 2008. Para isso, precisa superar o Bahia no próximo domingo (18) e reencontrar o equilíbrio na competição. A partida contra o Tricolor baiano acontecerá na Arena Fonte Nova, às 18h15 (horário de Brasília).

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Acéfalos, burros abaixo comentando, Com Renato não tem esquema, só motivação, é confiar somente na sorte (ex Micael) e capacidade técnica dos jogadores (Arrasca, Gabi Gol). Desde 2019 o FLA nunca jogou tá ruim como quarta, nem com todos os desfalques ocorrido na época de Domi e Ceni.
    Querem o Mengo dominante com 3 zagueiros, 2 volantes, nem Abel Braga foi tão burro, elo amor de Deus

  • Prefiro que o Flamengo jogue feio e ganhe o jogo. Os times que estão nos primeiros lugares, jogam para não tomar gol, quando atacados recuam todo o time deixando um ou dois na frente para um contra ataque ou lançamento longo. E, assim que Palmeiras, Atlético Mineiro, Atlético do Paraná entre outros tem ganho os jogos. Um time que vai todo para cima do adversário, deixa a defesa exposta, neste caso não tem defesa boa. Os últimos jogos, jogando bonito, que o Flamengo perdeu, foram gols em sua maioria de contra ataque e bola longa.
    Esses times grandes que jogam recuados encontram mais dificuldades contra times chamados de pequenos, porque jogam também recuados.

  • o Renato tem tudo para dar certo no flamengo, é um cara legal e sabe gerir o grupo. Com ele a dupla Gustavo Henrique e Léo Pereira voltarão a ser os grandes zagueiros que o JJ pediu.