Após criticar declaração de Gabigol, ex-treinador se rende ao atacante: “A qualidade não cabe discussão”

Compartilhe com os amigos

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/ FLAMENGO

Quando foi expulso na partida do último domingo (08), contra o Internacional, Gabigol disparou: “Isso é uma piada! Por isso que o futebol brasileiro é essa várzea“. A fala deixou o atacante no radar do STJD e de muitas críticas. A mais contundente foi a do ex-treinador e hoje comentarista, Renê Simões. Ele disse ter se sentido ofendido com a declaração, mas voltou a se render ao camisa 9 após a goleada por 4 a 1 sobre o Olimpia.


Quem será o próximo a perder para o Mengão? Saiba como lucrar com previsões esportivas!


A qualidade técnica dele nunca foi posta em questão, jamais. No jogo contra o Corinthians, ele não fez gol e eu aqui disse: “foi o melhor jogador em campo. Que atuação ele teve no jogo”. Indiscutível a qualidade técnica, a movimentação, a leitura do jogo dele é brilhante. Isso aí não cabe discussão, não vai caber discussão —, disse.

VEJA:

Na última segunda (09), no programa Os Donos da Bola, da Band, Renê Simões disse ter se sentido ofendido com a declaração do atacante e que não trabalha numa várzea. Caso Gabigol seja denunciado pelas palavras proferidas e relatadas pelo árbitro na súmula, pode desfalcar o Flamengo em até seis partidas.

— A opinião do Gabigol afeta a mim, a nós, dizendo que trabalhamos numa várzea. Nós fazemos parte do futebol brasileiro, eu faço parte. Eu não trabalho numa várzea. Várzea quer dizer que é uma bagunça, que não tem regra, onde não tem convivência, tem a conveniência, interessa a mim falar o que eu quero, o outro não interessa, eu posso ligar o meu som às três da manhã e ninguém pode dizer pra mim que é uma várzea porque é o que eu quero.

Sem poder contar com Gabigol, o Flamengo volta a campo no próximo domingo (15), para encarar o Sport, às 16h (horário de Brasília), no Raulino de Oliveira, pela 16ª rodada do Brasileirão. Você pode acompanhar o jogo na transmissão mais Rubro-Negra da internet, no Coluna do Fla, via Youtube.

Compartilhe com os amigos

Veja também

  • Nunca criticamos qualidade do Gabriel, mas a postura dele. Quando o Renê disse que estavam criando um monstro com o Neymar, também não estava criticando a qualidade. O Neymar não virou um monstro, mas hoje é o craque brasileiro mais odiado de todos os tempos. O Gabriel que se cuide, não pode ser infantil na idade dele e a torcida já não passa a mão na cabeça dele como antes.

  • Vai TOMAR NO SEU C!

Comentários não são permitidos.