Flamengo fecha com Mané Garrincha para mandar jogo contra o Olimpia pela Libertadores

FOTO: ALEXANDRE VIDAL / FLAMENGO

Visando contar com o apoio da Nação Rubro-Negra na Libertadores, o Flamengo fechou novamente com o Estádio Mané Garrincha para mandar o jogo contra o Olimpia, válido pela volta das quartas de final. Agora com local definido, o duelo está marcado para o dia 18 de agosto, às 19h15 (horário de Brasília). A informação foi divulgada primeiramente por Venê Casagrande.

Vale lembrar que, na última sexta-feira (28), a Prefeitura do Rio de Janeiro liberou a presença de torcida nos estádios, com no máximo 10% da capacidade. Contudo, a medida não agradou o Flamengo, que desejava, pelo menos, 30% do público autorizado a comparecer na partida. A diretoria rubro-negra alegou que os custos para abrir os portões do Maracanã não compensariam a pequena porcentagem de torcedores pagantes.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Dessa forma, assim como nas oitavas de final, o Mais Querido optou em levar o jogo para o Estádio Mané Garrincha, em Brasília, onde foi permitido o ingresso de 30% da capacidade do estádio. Apesar das exigências do Flamengo, a venda de bilhetes no duelo contra o Defensa y Justicia não foi um sucesso. Se eram esperados cerca de 17 mil pessoas, apenas 5 mil estiveram presentes na goleada rubro-negra em cima dos argentinos.

É válido destacar que a Prefeitura do Rio já anunciou o retorno gradual do público aos estádios e, a partir do mês de setembro, será permitida a entrada de 50% da carga total. Dessa forma, caso o Rubro-Negro se classifique às semifinais da Libertadores, o clube deve optar pelo mando de campo no Maracanã.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Repito o que eu já postei aqui outras vezes, é uma vergonha que um político corrupto, envolvido até o pescoço em roubos ao erário público, conforme a sua presença na lista da Odebrecht comprova, atue nos bastidores para impedir que o maior clube do país possa jogar em sua casa, o Maracanã. Esse gatuno não se contenta mais em “apenas” roubar dinheiro público, mas agora se atreve a enfrentar a maior Nação do Brasil. Espero que o rubro-negro de verdade( não o militante político, que está sempre contra os interesses do clube e favorável ao de seu partido político) repudie veementemente essa larápio e seu grupo político nas urnas já que o Poder Judiciário é conivente com a roubalheira que dominou o país nas últimas décadas.