Com preços mais baixos e sem obrigação de testes, Flamengo aposta em público maior contra o Athletico-PR

FOTO: GILVAN DE SOUZA/FLAMENGO

Na reunião do Conselho Técnico da CBF, que ocorreu nesta terça (28), foi liberado o retorno do público aos jogos do Campeonato Brasileiro. 18 dos 19 clubes presentes votaram a favor. O Flamengo, mesmo convidado, não participou do encontro, mas já abriu venda de ingressos para a partida contra o Athletico-PR, deste domingo (03/10). Com entradas mais baratas e sem obrigação de testes de Covid-19, a direção espera um público maior no Maracanã.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Com a publicação do Decreto Nº49411, do dia 16/09/2021, só será permitido a entrada de pessoas com o esquema vacinal completo. Com isso, o torcedor que for ao jogo, não terá o custo de testes RT-PCR ou antígeno. Os ingressos também estão mais em conta. Os valores mais baratos são de R$ 40 para o sócio-torcedor, menores do que o praticado na Libertadores, no primeiro duelo contra o Barcelona. O Maracanã poderá receber 50% do total de sua capacidade.

A primeira partida que o Flamengo contou com o retorno de público no Maracanã, foi pela Copa do Brasil, contra o Grêmio. Considerado como um “evento-teste” pela prefeitura do Rio, um pouco mais de seis mil pessoas pagaram ingresso. Depois, com metade da capacidade liberada, já na quarta (22) passada, contra o Barcelona, 23.083 torcedores compareceram. Vale lembrar que em ambas ocasiões, o teste de Covid-19 era exigido.

LEIA MAIS:

Antes de voltar suas atenções para o Brasileirão, o Flamengo tem um compromisso decisivo nesta quarta (29), às 21h30 (horário de Brasília), no Equador, quando enfrenta o Barcelona, pela segunda partida da semifinal da Libertadores. Você pode acompanhar ao duelo na transmissão mais Rubro-Negra da internet, no Coluna do Fla, via Youtube.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Considero retrocesso a não necessidade de teste. A vacina não impede a contaminação, mas serve para diminuir o risco de morte a quase zero. Vejam bem, quase zero. Tem um cruzeiro da Carnival Cruises que era exclusivo para pessoas totalmente vacinadas, e houve um surte de covid durante a viagem, com 27 contaminados. Uma passageira de 77 anos faleceu. Agora pensem que essas pessoas contaminadas que saíram ilesas, se não tivessem feito o teste no navio, poderiam circular depois da viagem entre não vacinados e espalhar a doença para pessoas com risco de morte mais alto. O teste é necessário para evitar que algo assim aconteça. E a redundância vacina + teste foi o que tornou o protocolo do Flamengo tão elogiado pela secretaria de saúde.

  • Protocolo muito mais justo. Só para entrar em estádio estão cobrando o teste para covid. É até um estímulo para as pessoas que quiserem buscar a vacinação. Além disso, democratiza a ida ao jogo de futebol porque o custo cai muito sem a necessidade de pagar o teste.