Flamengo deseja ter Zico como embaixador; ideia faz parte do projeto de internacionalização da marca do clube

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Com a reeleição do presidente Rodolfo Landim bem encaminhada para o final do ano, a atual diretoria do Flamengo planeja uma ‘jogada’ de mestre nos bastidores. A fim de intensificar a internacionalização da marca do clube, a cúpula rubro-negra estuda a contratação de Zico, maior ídolo da história do Mais Querido, como novo embaixador da instituição. A informação é do jornalista Gilmar Ferreira.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Vale lembrar que Zico esteve no Flamengo na gestão Patrícia Amorim, durante quatro meses, em 2010. Na época, o Galinho exerceu o cargo de diretor de futebol, contudo acabou deixando o Rubro-Negro irritado e, desde então, para preservar sua imagem de maior ídolo, optou por não se envolver novamente politicamente com o clube.

Diferente da gestão Patrícia Amorim, a ideia do presidente Rodolfo Landim, como citado, é ter Zico como embaixador do Flamengo visando um auxílio na internacionalização da marca rubro-negra. Como parte de tal processo, o Mais Querido trabalha para comprar ações do Tondela, clube de Portugal, justamente da cidade do pai do ex-camisa 10.

Zico aguarda uma definição por parte da diretoria do Kashima Antlers, já que seu contrato se encerra em dezembro deste ano. No clube japonês, atua como diretor técnico desde 2018. Ainda segundo a publicação de Gilmar Ferreira, a vontade do Galinho é estar mais próximo da família após a morte do irmão, Antônio Antunes Coimbra, o Tunico.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *