Renato reconhece falha no gol do América-MG e lamenta empate: “Não pode acontecer”

FOTO: MARCELO CORTES/FLAMENGO

Na manhã deste domingo (26), em jogo válido pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Flamengo ficou no 1 a 1 com o América-MG, no Estádio Independência, em Belo Horizonte. Em entrevista coletiva após a partida, o técnico Renato Gaúcho admitiu a desatenção do time nos minutos finais da partida, que acabou resultando no gol de empate dos donos da casa.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Sem dúvida alguma foi essa cobrança que eu tive com o grupo após a partida. Não pode acontecer. A gente conseguiu fazer gol nos acréscimos e cedeu o empate faltando dois minutos. São dois pontos preciosos que deixamos de levar para o Rio de Janeiro, levamos apenas um. Justamente naquele momento da partida, onde a bola não deveria mais estar na nossa área, dentro da nossa área, devia estar no campo o adversário, conseguir uma falta, um lateral, prender a bola no campo adversário que o jogo ia terminar.

Apesar da lamentação em virtude do amargo empate, Renato Gaúcho garantiu que o Mais Querido segue na briga pelo título do Campeonato Brasileiro. O treinador frisou que a equipe têm o segundo turno todo pela frente e totais condições de buscar o tri.

Acredito sim no Campeonato Brasileiro, passo sempre para meu grupo. Temos 57 pontos para disputarmos, dois jogos a menos que o Atlético, tem muita chance, o segundo turno todo pela frente. Continuo acreditando e muito no Campeonato Brasileiro. 

Sem muito tempo para lamentar, o Flamengo de Renato Gaúcho agora vira a chave e foca as atenções na disputa da Copa Libertadores. Nesta quarta-feira (29), a partir das 21h30 (horário de Brasília), o Clube da Gávea enfrenta o Barcelona de Guayaquil, no Equador, pelo jogo de volta da semifinal da competição continental.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Renato! Assuma tua responsabilidade, quem prepara o time e fica na beira do campo é vc, portanto, não venha com conversinha fiada. Já perdermos pontos preciosos para o grupo de baixo da tabela e a cada tropeço vc vive dizendo que ainda vamos perder mais jogos. Grande estímulo que um comandante passa para o seu grupo. Num momento ‘glorioso’ não tão distante, um outro comandante chutava garrafas, copos, dava porrada no seu assistente técnico na beira do campo, pq ñ queria ver seu grupo perder nada, hoje é o inverso, um técnico apático na beira do campo sem saber o que fazer e qdo faz, nada acontece.

  • VERGONHA, VERGONHA, VERGONHA, VERGONHA, VERGONHA, VERGONHA, VERGONHA, VERGONHA, VERGONHA

  • RG irá conhecer a torcida do Flamengo, quando vier com essa história de colocar Renê, Vitinho e Léo Pereira no time.

  • “Não pode acontecer”
    Mas não fez nada pra mudar isso.
    Porque não colocou o Ramon no lugar do Rene?
    Alias, porque começou com o Rene, sendo que o Ramon esta ótimo?
    E ainda fala, que não esta deixando o brasileirão de lado.

  • # fora re9 Bruno Viana e Renê