Vice-presidente do Fla fala em ‘condição de trabalho sub-humana’ com jogos remarcados; clube vai recorrer junto à CBF

FOTO: DIVULGAÇÃO/FLAMENGO

A CBF remarcou os jogos adiados do Flamengo pelo Campeonato Brasileiro. No entanto, com as novas datas, os jogadores serão submetidos a quatro partidas em apenas oito dias, e a medida não agradou a diretoria do clube. Através das redes sociais, o vice-presidente geral e jurídico, Rodrigo Dunshee, descreveu as condições como ‘sub-humanas’ e afirmou que o Mengo vai recorrer.

“Não é permitido jogar em menos de 66 horas entre a hora do último jogo e o começo do próximo. Não há permissão judicial para isso e se trata de uma condição de trabalho sub-humana, expondo os atletas a riscos acima do razoável. 4 jogos em 8 dias é inviável. Há uma sentença judicial que homologou um acordo e que proíbe intervalo menor que 66 horas. Houve um caso de força maior em 2020 e um jogo com 48 hrs, mas em 2021 não teve paralisação dos campeonatos por pandemia, mas pela Copa América. Vamos pedir a CBF que corrija isso.” 

Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Veja datas dos jogos citados por Dunshee:
31/10 – Flamengo x Atlético-MG (domingo)
02/11 – Athletico-PR x Flamengo (terça-feira)
05/11 – Flamengo x Atlético-GO (sexta-feira)

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *