Ex-árbitro, Arnaldo Cezar Coelho aponta Flamengo prejudicado em gol anulado de Michael contra o Cuiabá

FOTO: REPRODUÇÃO

No último domingo (17), o Flamengo empatou com o Cuiabá em 0 a 0, pela 27ª rodada do Brasileirão. O resultado se mostrou muito frustrante para a Nação, visto que o líder Atlético-MG também tropeçou na jornada. Vale destacar, no entanto, que diversos torcedores e analistas de arbitragem apontaram o Rubro-Negro como prejudicado diante do Dourado no Maracanã. Um deles foi Arnaldo Cézar Coelho, que utilizou as redes sociais para explicar a regra que anulou o gol do Mengão.

No Twitter, Arnaldo publicou o vídeo das imagens analisadas pelo VAR na partida de domingo (17). Depois, o árbitro de final de Copa do Mundo explicou a razão pela qual o juiz anulou o tento e frisou que Flávio Rodrigues de Souza errou no lance: “Aos teimosos, esse toque do zagueiro habilitou o jogador que estava em posição de impedimento , outra jogada. gol legal e fim de papo”.

CONFIRA A PUBLICAÇÃO:

No lance, Michael marcou após grande confusão dentro da área. No entanto, na origem da jogada, Gabigol passou para Matheuzinho, que estava em posição de impedimento. Apesar disso, o lateral não participa da trama antes que o zagueiro Empereur, emprestado pelo Palmeiras, tocasse na bola, fato que dá origem à um novo evento. Dessa forma, o Flamengo reclama que o camisa 34 retomou a posse em nova ‘cartada’, ou seja, sem estar em posição irregular.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Apesar do empate, o Mais Querido não tem tempo para lamentar e precisa virar a chave visando a semifinal da Copa do Brasil. Nesta quarta-feira (20), o Flamengo enfrenta o Athletico Paranaense, em duelo válido pela ida desta fase. A partida acontecerá às 21h30 (horário de Brasília), na Arena da Baixada, e contará com transmissão do Coluna do Fla, no YouTube.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Esse lance não tem absolutamente nada de interpretativo. Quem ainda tem dúvidas que procure a explicação do UEFA sobre o gol do Mbappé na final da Nations. Quando o defensor ativamente toca a bola, se cria um lance novo. No gol do Mbappé o zagueiro deu um carrinho e mal tocou na bola, tanto que a trajetória da bola não muda, mas o toque por mínimo que seja já configura um novo lance. No jogo do Flamengo, a partir do momento que o Alan Empereur domina a bola já se cria um novo lance. É a mesma regra, a mesma lógica do gol do Mbappé, mas pro Flamengo não dão o gol. Não tem nem o que discutir, foi um erro crasso e o juiz e o var devem ser punidos por isso.

  • Jones, pergunta no mínimo reacionária a sua. Você já viu algum indivíduo reclamar por ter uma interpretação própria validada no jogo? Se não, pare de escrever bobagens. O que o Renato quis dizer é ficou provado que o Var precisa atuar para o jogo ser apitado corretamente, porque o Var deixou de chamar o árbitro para ver o possível pênalti. Se não foi isso que você entendeu, agora foi explicado. Quanto a seguir em frente aceitando a interpretação dos árbitros, concordo em parte, porque ninguém está chorando e demonstrando indignação, mas sim deixando registrado que houve interpretações que divergem das que são costumeiramente tomadas. Simples assim.

  • Essa e a minha opinião!

  • E os gols que o michael perdeu? E a partida abaixo do esperado de Andreas e Tiago Maia? E a entrada pouco produtiva do kenedi?
    Era sobre isso que a nação e seu treinador deveriam estar discutindo.
    O lance é interpretativo. O juiz interpretou, o var chamou, ele manteve. Ponto final.
    Alias, se o gol fosse validado apos interferência do var, o renato teria dito que quem apita é o var?

  • Jussara, assim fica difícil. Não será projeto de árbitro apitando? Ou será projeto de técnico comandando? Talvez esses projetos de técnico e árbitro comandando e apitando, não?

  • Flamengo não pode mais aceitar esse projeto de técnico, apitando os seus jogos!