Fabiano de Abreu: “Médico referência explica sobre as lesões no Flamengo e indica soluções”

Converso com Dr. Luiz Felipe Carvalho, ortopedista referência, que curou grandes atletas, sobre o excesso de lesões nos jogadores do Flamengo

Os recentes desfalques no time do Flamengo não surgiram como uma surpresa.  Já havia percebido uma maior vulnerabilidade por parte da equipe liderada pelo técnico Renato Gaúcho. Ao traçar uma comparação com a equipe treinada por Jorge Jesus, pode-se dizer que a equipe treinada pelo português era mais eficiente do ponto de vista físico. Os jogadores jogavam em ritmos tão frenéticos quanto agora, mas há grandes diferenças a pontuar. Nos últimos três meses, o Fla teve mais de 20 desfalques por problemas físicos, entre jogadores como Bruno Henrique, Filipe Luís e Arrascaeta.

Analisando a equipe atualmente, consigo perceber que muitos jogadores aparentam estar “fora de órbita”. É necessário que os atletas e o treinador tenham um foco atencional. Afinal, para que consiga ter o melhor planejamento e a melhor estratégia para vencer o adversário, é preciso que você consiga que todo o seu corpo físico trabalhe de forma eficiente. Além disso, de acordo com o Dr. Felipe Carvalho, especialista em medicina regenerativa com vasta experiência em tratamento de lesões desportivas, é justamente nesses momentos de “perda de atenção” que a maior parte das lesões acontecem. Vale destacar que Dr. Felipe foi responsável por recuperar grandes atletas, como o tenista uruguaio Pablo Cuevas e os futebolistas Rodrigo Dourado e Ferreirinha.

O médico, que é referência no assunto, acredita que uma equipe que esteja passando por muitas lesões em diferentes atletas, como é o caso do Flamengo, deveria avaliar a possibilidade de haver um excesso de treinamento. Pois, treinar demais estressa não só os músculos, como também tendões, ligamentos, cartilagens e a saúde mental dos jogadores.

Atualmente, a tecnologia ajuda a identificar o nível de estresse muscular dos atletas, possibilitando assim antecipar lesões e prevenir que os desfalques aconteçam. Porém, também é importante que os atletas sejam honestos com o departamento médico, porque se uma lesão for identificada no início, ela se torna mais facilmente tratável.

Para o Dr. Felipe Carvalho, as lesões desportivas se dividem em dois grupos: as traumáticas, que como o próprio nome já diz, não são possíveis de prever e as por continuidade, causadas por excesso de uso muscular. Por isso, nesse momento é essencial que toda a equipe do Flamengo reavalie a rotina do time, para que desfalques em massa, como os que aconteceram, não voltem a ocorrer.


Sobre os autores

Fabiano de Abreu é PhD, neurocientista, mestre psicanalista, biólogo, historiador, antropólogo, com formações também em neuropsicologia, psicologia, neurolinguística, neuroplasticidade, inteligência artificial, neurociência aplicada à aprendizagem, filosofia, jornalismo e formação profissional em nutrição clínica – Diretor do Centro de Pesquisas e Análises Heráclito; Chefe do Departamento de Ciências e Tecnologia da Logos University International, UniLogos; Membro da Federação Européia de Neurociências e da Sociedade Brasileira e Portuguesa de Neurociências. Universidades em destaque: Logos University International, UniLogos, Nova de Lisboa, Faveni, edX Harvard, Universidad de Madrid.

Dr. Luiz Felipe Carvalho é ortopedista especialista em coluna vertebral e medicina regenerativa. Gaúcho, possui um profundo conhecimento sobre os modernos procedimentos Cirúrgicos da Coluna Vertebral, trabalhando também com Técnicas Minimamente Invasivas.Seu método de trabalho está fundamentado na busca constante do conhecimento e da especialização, o que explica o sucesso no resultado dos seus tratamentos. Participa ativamente dos principais encontros, cursos, simpósios e Congressos Nacionais e Internacionais sobre Cirurgia da Coluna Vertebral.

Atualmente exerce a função de Médico Ortopedista e Traumatologista na área de Cirurgia da Coluna Vertebral na Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, Hospital Moinhos de Vento, Hospital Divina Providência, Ortopedia Carvalho Moinhos de Vento, Pronto Socorro Cruz Azul, Hospital Mãe de Deus (HMD). Atua na área de Ortopedia e Traumatologia e Medicina Intervencionista da dor guiado por ultrassonografia musculoesquelética direcionada para Tratamento da Dor. É diplomado pela Academia Americana de Medicina Regenerativa (AABRM), e grupo Latino Americano ORTHOREGEN. Especialista/ Residência Médica em Ortopedia e Traumatologia, realizada no Hospital Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre/RS (Serviço reconhecido pelo MEC e SBOT). Especialista em Dores Articulares. Pós Graduado em Cirurgia da Coluna Vertebral (SBC) pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná. – “Fellow” em Cirurgia da Coluna Vertebral na AO SPINE – Curitiba/PR/Brasil. Especialista em Medicina da Dor e Medicina Regenerativa. Diplomado pela Academia Americana de Medicina Regenerativa (AABRM). Possui Graduação em Medicina pela Universidade Católica de Pelotas (2001). Cursando doutorado em neurociências na Logos University International.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Contrata Flamengo, para ficar no DM esse medico!

  • JESUS veio também p organizar, contudo os sabichonas do clube não quiseram aprender, ou por arrogância, oba oba de vaidade, MB, ou por preguiça, mesmo? Pior q por pouco ou por muito isso acaba refletindo em perdas… $$$, de títulos e de jóias. Ninguém é perfeito? Verdade! Mas pecar por se achar o Bambambam, aí já é amadorismo, e falta de grandeza respeito a essa imensa torcida. Acho que as antigas gerações levaram essa parte c elas, porque hoje em dia, com esses brincalhões apoiados por essa mídia tão moleque… Em quem exalta Kleber leites dessa vida a gente nunca poderá confiar, muito menos aplaudir. Uma pena que essa onda da pandemia tenha levado tanta gente boa, e empobrecido tanto ainda mais o nosso país q é totalmente dominado por esses mercenários q adoram a China ($$$). Dinheiro gerando (uma grande) pobreza, geral, de todos os tipos, inclusive em rico$.

  • É incrível como a mídia gosta de arranjar assunto pra tumultuar o ambiente no flamengo.
    Jorge Jesus e sua comissão técnica sairam do flamengo em 2019, Renato assumiu o time
    em julho de 2021, ou seja há POUCO MAIS DE 3 MESES, ai a coluna vai atrás de um cara
    que sequer é conhecido no mundo do futebol pra levantar um assunto que já estava sendo
    enterrado, ai eu pergunto, tem quase 2 anos que o Mister saiu do flamengo, será que os
    preparadores do Renato “SÃO TÃO RUINS ASSIM” pra em 3 meses serem os responsáveis
    pelas contusões, acreditar nisso torna o sujeito o maior gênio que já existiu em preparação
    físico ou “O MAIOR IMBECÍL”.

  • Foi isso que eu falei. Excessos nos treinamentos. Fácil perceber, não foi a primeira vez, que após a tão sonhada semana ou período de treinamentos, q o time começou a ter lesões. Ou seja, excessos nos treinos. Agora, c Renato, e antes, se não me engano, com o Ceni. Essa diretoria não consegue aprender nem com o JJ… que ficou um bom tempo. ôoo INCOMPETÊNCIA… Arrogância? Se acha o cara? O trio da patelândia M Braz SPINDEL e LANDIM realmente se destacam, os sabetudos… Depois das jóias trocadas por bananas, em destaques Yuri césar Rodrigo Muniz e Gerson, no enigma das lesões do clube ainda deixam sobrar, p quem? Para o mestre Tanure… A mídia ursa como sempre, ela q expõe os chifres dos cavalos , p venderem faturarem mais, logicamente q deixam (nossa diretoria) imprimir os fakes q querem. Aí depois vem o Renato mimi reclamar deles nas entrevistas… Ora, se deixam as fakes rolarem as tortas e não convocam coletivas corretivas…

  • O time que jogou contra o Juventude foi o melhor time alternativo e daria o suficiente para descansar alguns dos titulares, evitando contusões.

  • O problema do Flamengo é parte física e não a parte médica!!!

  • Resumindo: Tannure é uma b****!