Flamengo pode ganhar mais de R$ 1 bilhão com Banco BRB; entenda

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

O Flamengo e o Banco BRB assinaram contrato em junho de 2020, mas o vínculo entre as partes vai muito além de “apenas” um patrocínio master, visto que os envolvidos se tornaram parceiros na criação de um banco digital. E apesar do retorno que o Fla já obteve em pouco mais de um ano, ainda poderá embolsar uma quantia de R$ 1 bilhão caso o Banco de Brasília abra capital na bolsa de valores.

Em entrevista ao jornalista Bernardo Ramos, o ex-vice-presidente de finanças do Flamengo, Wallim Vasconcellos, explicou como o montante pode chegar aos cofres do Mengo.


Camisas do Flamengo, acessórios e muito mais: compre e ganhe brindes na melhor loja online do Mengão!


Se o Banco BRB realizar IPO, ou seja, abrir o capital na bolsa de valores, o Flamengo poderá ganhar mais de 1 bilhão de reais. Isso porque o clube tem 50% das ações do banco -, disse Wallim.

IPO vem do inglês Initial Public Offering, que quer dizer uma Oferta Pública Inicial. A sigla significa, resumidamente, um processo pelo qual uma empresa se torna de capital aberto, tendo suas ações vendidas ao público geral em uma bolsa de valores. Em setembro deste ano, o Banco BRB solicitou a oferta de ações à CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Enquanto o BRB não concretiza a entrada no mercado de ações, o Banco e o Flamengo seguem tendo sucesso na parceria digital, visto que apenas 13 meses após o anúncio, conseguiram atingir a marca de 2 milhões de contas abertas.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • SRN, Jussara!
    Espero que você esteja certa nessa sua opinião, pois não é o que demonstra essa atual gestão do Flamengo. No caso, termos nosso próprio estádio e deixar o Maracanã de lado.

  • Se a noticia for verdadeira ( O Flamengo tem 50% das ações do BRB ) e tivermos R$ 1 bilhão adicional em caixa em breve , concordo com os colegas que seria a hora de investirmos no nosso estádio, de forma definitiva…

    Muito se conversou sobre isto no passado , mas entendo que tínhamos outras prioridades como um ótimo centro de treinamento e um elenco muito bom, recheado de craques que possam garantir estarmos sempre no topo das competições…. como já conseguimos isto e a outra prioridade que seria a internacionalização da marca com a “compra” de um time no exterior ( Tondela ??? ) não dependerá do dinheiro do Flamengo nossa prioridade TEM QUE SER TER A NOSSA CASA EM DEFINITIVO.

    Pode então ser o Maracanã por toda relação que temos ou a construção de outro estádio, sobre medida para as nossas necessidades e ai concordo que o fantasma do parque olímpico da barra que poderia ser financeiramente ótimo para o Flamengo e Prefeitura …

  • Valeu, linda Jussara. Tamos juntos. Saudações rubros-negras!!!!

  • Verdade Jota.
    O Flamengo esta fazendo tudo com calma, e não com o carro na frente dos bois, como tem Club ai que fazendo.
    Meu sonho como torcedora, e ver o Flamengo com seu estádio!

  • Está aí a grande oportunidade do Mengão de ter seu estádio próprio. Chega de o clube carregar o Maracanã e os demais clubes que usam esse estádio nas costas. Sem o Mengão, o Maracanã terá o mesmo destino do Parque Olímpico da Barra da Tijuca( diga- se de passagem, uma excelente área a ser comprada para se construir o estádio rubro- negro). Dá para reduzir os gastos por jogo de forma expressiva com um estádio próprio sem falar na arrecadação com os Naming Rights. Profissionalizem a gestão do BRB Nação Fla( que tem dificuldade até para emitir um mísero cartão de crédito) e lancem na Bolsa um IPO desse banco que nós, rubro- negros, compraremos todas as ações negociadas em poucas horas. O cavalo está passando selado na frente do Landim e do Marcos Braz. Espero que eles não desperdicem a oportunidade de entrar para a história do clube.

  • Se o que o Wallim disse é verdade, o Flamengo fez uma operação com potencial ótimo. Ninguém nunca nem ficou sabendo que a negociação entre o Flamengo e BRB envolvia ações, além do patrocínio. Mas é difícil prever o valor que um possível IPO pode levantar, até pra especialistas no mercado financeiro.