Jogo do Flamengo tem taxa de Covid-19 seis vezes inferior à do Rio de Janeiro

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

O mês de setembro foi cercado de decisões para o Flamengo, com jogos no Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Libertadores. A Prefeitura do Rio de Janeiro liberou o público e utilizou algumas partidas do Mais Querido como um dos 12 ‘eventos-testes’. O embate contra o Grêmio, no dia 15 de setembro, pelo mata-mata nacional, teve uma taxa seis vezes menor de casos do que a população carioca apresentou nesse período. Dez pessoas apresentaram sintomas e apenas um caso foi diagnosticado como positivo.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Dos dez casos suspeitos, seis tomaram a primeira dose da vacina e quatro haviam completado o ciclo do imunizante. Com isso, os bons números apresentados foram vistos como positivo, e 12 eventos já foram liberados à cidade do Rio de Janeiro. Além disso, outros eventos estão em pauta e dependem da avaliação da Prefeitura.

“O esquema de tripla proteção, com vacina, teste e com algumas medidas básicas de proteção à vida dentro do evento, realmente nos dá mais segurança para fazer esse tipo de evento e começar realmente a avançar na retomada da cidade”. disse Márcio Garcia, superintendente da Vigilância em Saúde do Rio de Janeiro.

Com a presença da torcida no Maracanã, o Flamengo volta a campo neste domingo (03). O jogo é diante do Athletico-PR, às 16h (horário de Brasília). O Mais Querido ocupa a quinta posição na tabela, com 35 pontos, enquanto a equipe de Curitiba está no nono lugar, com 30. A exibição da partida será feita na Rede Globo, na TV aberta, contudo, a transmissão mais rubro-negra você encontra no Coluna Do Fla, no Youtube.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *