Renato demonstra preocupação na transição dos garotos da base: “Terão oportunidade na hora certa”

FOTO: ALEXANDRE VIDAL / FLAMLENGO

O péssimo desempenho do Flamengo no empate em 0 a 0 com o Cuiabá trouxe à tona alguns questionamentos ao trabalho de Renato no clube. Um deles, é sobre a pouca utilização da base – principalmente em relação ao lateral-esquerdo Ramon, que é tratado como terceira opção para o setor. Ao ser indagado sobre o tema, Renato Gaúcho esclareceu que sua intenção é preservá-lo para o momento certo ou a chance de queimá-lo – e outros jovens também – é imensa.

De imediato, Renato foi curto e direto sobre as oportunidades para Ramon: “Porque temos um dos melhores laterais-esquerdos do mundo, o Filipe Luís. Está bom assim?”, questionou. Na sequência, de forma mais abrangente, concluiu:

Já temos o Vitor (Gabriel) da base. E temos analisado uns garotos na base. E em um jogo como este, fica difícil colocar para você não queimar o jogador. Muitas vezes o garoto tem um futuro, você coloca, entre aspas, em uma furada como hoje, e queima o garoto. Se entrar em um jogo como hoje, vai ficar nervoso e muita gente vai falar que não é bom. O garoto tem que ter a oportunidade na hora certa, com jogos decididos, não em uma fase como esta. Eu pelo menos trabalho dessa forma. Não quero ser responsável por queimar o garoto.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


No próximo compromisso pelo Brasileirão, no clássico contra o Fluminense, Renato Gaúcho terá o desfalque certo justamente de Filipe Luís. O defensor foi punido com o terceiro cartão amarelo e cumprirá suspensão na 28ª rodada. Antes disso, porém, Portaluppi contará com o craque na semifinal da Copa do Brasil, diante do Athletico, na próxima quarta-feira (20), às 21h30 (horário de Brasília).

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *