Torcida do Flamengo detona Renato Gaúcho após empate com o Athletico

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Em atuação para esquecer, o Flamengo empatou em 2 a 2 com o Athletico, no apagar das luzes, pelo primeiro jogo da semifinal da Copa do Brasil. E o resultado não agradou nem um pouco a torcida, que não poupou críticas a Renato Gaúcho.


Camisas do Flamengo, acessórios e muito mais: compre e ganhe brindes na melhor loja online do Mengão!


Veja reações:

No primeiro tempo, o Flamengo até começou bem, pressionando o Athletico e conseguindo sair na frente no placar. No entanto, ainda na etapa inicial, sofreu um espécie de ‘apagão’ e viu o adversário começar a gostar do jogo, mas segurou a vantagem. Dois minutos após a volta do intervalo, o Mengo sofreu o empate e se mostrou perdido para buscar a virada.

Com as muitas falhas do Flamengo, o Athletico virou o jogo e ia conquistando a vitória até o último lance. Rodrigo Caio sofreu pênalti, Pedro cobrou e deixou tudo igual no placar. Fim de papo na Arena da Baixada e decisão para a final da Copa do Brasil em aberto.

Para disputar a vaga para a decisão, Flamengo e Athletico voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira (27). A bola vai rolar no Maracanã, às 21h30 (horário de Brasília), e o Mengo terá apoio de sua torcida para carimbar o passaporte rumo à final.

Antes disso, o Rubro-Negro precisa mudar a chave e se concentrar no jogo contra o Fluminense. O clássico, válido pela 28ª rodada do Brasileirão, será disputado no sábado (23), às 19h (horário de Brasília), no Maracanã. Vice-líder do torneio, o Flamengo precisa de uma vitória para se manter na briga pelo título.

 

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Quando vi RG chamando o Vitinho, já adivinhe que não chegaríamos a lugar algum, pois não podemos contar com Vitinho nem com jogo ganho.
    Léo Pereira não tem a menor condição de jogar como titular.
    Já que o David Luiz está fora, por quê não testar “Noga” com o Rodrigo Caio?
    Enquanto Arrascaera está fora, por quê não sacar Arão do time e colocar Thiago Maia no lugar do Arão?? Aí abriria vaga para Diego Ribas.
    Arão é aquele papinho de ficar atrasando bola para goleiro e zagueiro.

  • Nossa, quantas críticas contraditórias! No entanto, tenho que concordar com três delas:
    1. Éverton Ribeiro é um excelente jogador, mas NÃO serve para ser capitão. Inclusive, se não estiver bem, TEM que ser substituído!
    2. Se não fossem as falhas grotescas no alto, até poderia dizer que o Léo Pereira jogou bem. Mas não dá mais para este zagueiro.
    3. A presença e a liderança de Diego Ribas é fundamental para uma melhor transição e comando das ações no meio-campo.
    Já havia dito que Renato Gaúcho é um técnico mediano e nada mais. Ainda assim, acho cedo para pedir-lhe a cabeça (pois bem ou mal, apresenta excelentes números). Além do mais, quem seria o indicado para o seu lugar?

  • O momento é de incentivar. Nem tudo está perdido e o empate no campo do adversário não chegou a ser tão alarmante. Time tem jogado com desfalques importantes e o que se deve cobrar é a pronta recuperação dos atletas BH e Arrascaeta. O RG precisa do apoio da Nação. Acorda torcida rubronegra.

  • NO LANCE DO PRIMEIRO GOL DO CAP HOUVE UMA FALTA CLARA, NA CARA DO JUIZ, SOBRE O RODRIGO CAIO. OS BOBALHÕES DO MENGÃO NÃO RECLAMARAM. SE TIVESSEM RECLAMADO, CERTAMENTE O GOL SERIA REVISTO PELO VAR E ANULADO.
    ÉVERTO RIBEIRO COMO CAPITÃO, É UM ZERO À ESQUERDA.

  • A GAROTADA IMEDIATISTA TEM QUE PARAR COM O FRICOTE DE QUE QUALQUER RESULTADO DIFERENTE DE VITÓRIA, FICA PEDINDO CABEÇA DE TREINADOR.
    O TIME ESTÁ DESFALCADO DE GRANDES JOGADORES. ARRASCAETA É O ORGANIZADOR DA EQUIPE. SEM ELE, TODOS FICAM SEM SABER O QUE FAZER (EXCETO FILIPE LUÍS E DIEGO ALVES).
    Renato teve lá suas avaliações para ter sacado o Michael. Se Kenedy e Éverton não estão bem, ele vai tomar suas decisões.

  • Burrice da torcida ficar comendo corda de imprensa e pressionar treinador num momento desses. Tem mais é que apoiar incondicionalmente. Não dá mais tempo de ficar trocando. Tem que acabar com esse imediatismo no futebol brasileiro.

  • Foi óbvio sim a dificuldade da maioria em jogar em cima do “plástico”. Só q faltou superação, deveriam usar a cabeça p se adaptarem logo, não ficar “achando ruim” COMO O RENATO… Aliás, que comissão comichão técnica é essa q só sabe pedir a construção de um gramado sintético e q não ensina o grupo jogar nele? Desculpas esfarrapadas do renight a parte, o mesmo está nos fazendo cada vez mais lembrar do outro e acabar tendo novamente pesadelos. “JESUS” VOLTARÁ! Só jesussss…

  • Desculpe amigo, mas com Leo Pereira não dá. e não digo isso só por causa do jogo de ontem. Digo isso desde que ele veio. Quando é pressionado não sabe o que fazer com a bola. Já o Gustavo Henrique é lerdo feito uma girafa. Sem sacanagem, acho que até eu driblo ele fácil fácil. Natan que nem sei pq venderam. Só restam mesmo Otávio(sub20), David Luiz e R Caio.

  • Pessoal crucificando o Leo Pereira sendo que no primeiro gol tomado, ele foi atrapalhado pelo Filipe Luis, que quando a bola vinha, resolveu marcar o jogador que o Leo já estava marcando, ao invés de entrar na frente do que vinha livre pra cabecear, inclusive entrando na frente do Leo atrapalhando ele de fazer essa outra marcação do cara que entrava livre.
    Já o segundo gol tomado, pra ficou claro que o maior culpado foi o esse lateral aposentado em campo que deixou o adversário com total liberdade para ajeitar a bola, parar, olhar pra área, virar o corpo se posicionando pra fazer o lançamento como se estivesse batendo uma falta sem barreiras. Depois de tudo, a culpa é do coitado do Leo Pereira.
    Tenham a santa paciência. De resto, concordo com o que todo mundo disse. Menos com quem disse que a torcida é mto exigente.

  • Everton Ribeiro sem o Arrasca não é ninguém. Então quando não tivermos o Arrasca, o titular no meio campo tem que ser o Diego Ribas. Aliás depois de tanta mediocridade perguntem aí ao Léo Pereira pra quem ele estava torcendo

  • Está ficando tão teimoso qto o RC. Insistindo muito no Thiago maia. Diego sempre foi ótimo c o Arão. Tanto q entrou e jogou muito mais. Só q o time já estava desfigurado e nervoso como nos tempos do RC. Se o Gabi não se machuca… Nunca iria tira lo mesmo não jogando nada. Gabi filho e sobrinho thiaguinho, sem falar do inútil do kenedy q mais uma vez foi improvisado.

  • Tinha que ter colocado o Diego no lugar do Maia e Gustavo Henrique em vez de Léo Pereira…!! Esse Léo Pereira não tem condições, chega de dar chance, já o Everton Ribeiro devia ter saído no intervalo, hoje estava mal…!!!

  • Não se trata de ganhar sempre. Trata-se da obrigação de apresentar desempenho técnico e tático proporcional ao investimento do Clube. Trata-se de saber utilizar um elenco desse nível. Trata-se de jogar, por exemplo, como o Barcelona de Guayaquil que não ganhou, mas saiu aplaudido. É disso que se trata.

  • Há quatro meses apenas, assisti aqui a maior campanha pra demitir o Ceni e trazer o melhor
    treinador das Américas, o Sr. Renato Gaúcho, finalmente, o ideal de treinador chegou no
    mengão pra alegria geral da galera. 3 meses depois, o cara “não serve”. Temos de aceitar a
    realidade, tanto Ceni quanto Renato utilizaram os atletas e esquema “deixado de herança”
    pelo Jorge Jesus, quando eles perderam peças chaves (Arrascaeta), ou ER7 jogando mal, as
    dificuldades deles ficaram claras, (tudo foi dito pelos colegas abaixo), Andreas fora de lugar
    Leo P titular absoluto, etc, final de ano, nada a fazer. Vamos torcer que o técnico tenha peito pra barrar os medalhões e Braz descubra que não temos reservas para a armação do time.

  • Um monte de torcedores, que só torce quando time joga bem e ganha. O time não é o Liverpool não, não vai ganhar todos os jogos, se o time tivesse sido goleado tudo bem.

  • Um cara ai chama o time de militarismo kkk esta mais pra petismo que sao inuteis incopetentes ,o mengao so nao tem tecnico que nao existem no Brasil.Hey seer besta jumento nao te faz conhecedor de futebol.ok RUiMNATO coloca os cars certos nos lugares errados e GUSTAVO HENRIQUE seria tirular em equipesna Europa ok pois e um grandalhao este leo
    pereira nao joga nem a metade do NOGA kkkkkkk

  • O Renato tem um time mais qualificado que os dos 200 milhões que tanto invejava e não sabe conduzi-lo. O time só joga quando está completo, no modo JJ. Fora disso é um amontoado de atletas qualificados, mas que não produzem. Infelizmente, está lembrando muito o nosso último técnico. Ruim de escalação, ruim de leitura do jogo, ruim de substituição, ruim de mexida tática e até ruim nas desculpas.
    É triste de ver um potencial desse nível ser desperdiçado por conta de falta de competência.
    #NÃO RENOVEM COM O RENATO #PRECISAMOS DE TÉCNICO DE OUTRO PATAMAR

  • Cheio de gente usando o Flamengo só para ganhar like, mas nem sabe a regra de impedimento, tem gente que não acredita na própria família, mas acredita no que está na internet. Infelizmente o Everton Ribeiro jogou mal d+ e Léo Pereira que vinha jogando bem não saiu do chão.

    Única culpa do Renato foi não ter coragem de substituir o craque Everton Ribeiro, quando falo craque não é ironia.

  • Renato Gaucho já está conseguindo dar ao Flamengo o mesmo padrão tático que deu ao Gremio. Enquanto ele só estava conversando com os jogadores a coisa estava funcionando e o time estava até goleando. Agora com o jeito gaucho de jogar fazendo um gol e puxando o time para trás as falhas técnicas dele como treinador começam a aparecer. O time do Athetico estava todo enrolado no primeiro tempo, em lugar de matar o jogo foi especular em cima de 1 a 0… JJ é que estava certo. Se passar pelo Palmeiras e jogar assim no mundial interclubes vai passar vergonha.

  • Já ando meio cansado de dizer que Léo Pereira não leva jeito pra jogador de futebol. Levamos os dois gols em cima dele, que não aprendeu (e nem vai aprender) a se colocar dentro da área. E outra: no primeiro gol deles, o cara cabeceou na risca da pequena área, e eu pergunto: porque o “bracinho de T-Rex” não saiu do gol, ao menos pra socar aquela bola?
    Assim fica difícil. Não temos outro goleiro e o Renato insiste em colocar o Léo Pereira pra jogar. Acho bom que ele vá pra casa, pense na vida e decida colocar o Gustavo Henrique, por mais fraco que seja, e tire do time de uma vez esse Léo Pereira até que David Luiz possa jogar. Vai ficar feio levar uma goleada do Atlético-MG, se chegarmos à final da CB, só com bolas levantadas na área. Nessa zaga só se salvam Rodrigo Caio e Filipe Luís.
    Meio campo não funciona sem Arrascaeta, e Gabigol só joga quando Bruno Henrique está em campo. Nem gol mais faz. Andreas e Michael deram um SHOW de decisões equivocadas em campo. Michael, então, parecia o Berrío (quando tinha que chutar, passava, e quando tinha que passar, chutava). Vitinho, mais uma vez, dormindo em campo e custando a acordar. Kenedy ainda não disse ao que veio. Foi preciso que entrasse o Diego, com 50 anos de idade, para dar um pouco mais de vibração a esse time. Thiago Maia só se salvou porque fez aquele gol por acaso. Arão estava irreconhecível, sem tempo de bola e errando passes a rodo. Éverton Ribeiro foi caçado em campo, e tb não jogou nada. Pedro só viu a cor da bola na hora do pênalti. E não venham me dizer que foi por causa da grama sintética. Estão cansados de jogar na Arena da Baixada, e no Ninho do Urubu existem campos de grama sintética para treinamento. Essa desculpa não cola mais.
    A situação é preocupante. Tomara que Renato consiga dar um jeito nisso, antes que ocorra uma tragédia.

  • Enquanto o time estiver jogando mau, e não ceder lugar pro Diego; iremos ver isso: um meio de campo dominado. Que bronca o Renato pegou do Diego? Os que se dizem espertos, me explicam então isso.

  • O único diferencial do Renato é ser um bom gestor de grupo mesmo, infelizmente enganou muito torcedor, inclusive eu, quando o time estava goleando em vários jogos.
    Mostrou-se limitadíssimo taticamente, em tomadas de decisões e em leitura de jogo. Totalmente dependente dos titulares, não sabe fazer o time jogar de outras formas, tem um elenco muito qualificado nas mãos, não é falta de material humano.
    O time não tem variações táticas, não sabe o que fazer com a bola, já são 2 jogos sem criar absolutamente nada. Arrascaeta fora não é desculpa, ontem o Klopp jogou sem um meia armador e foi capaz de montar um esquema tático capaz de criar muitas chances de gol.
    O time tem os mesmos problemas apresentados na época do Ceni: não tem compactação, linhas próximas, a marcação é baixa, deixa o adversário pensar à vontade e avançar até a linha de fundo, transição lentíssima, zagueiros trocando bola entre si até perderem a posse, nenhuma jogada ensaiada, nenhuma triangulação… É um deserto de ideias.
    Ontem ficamos dependentes de jogadas individuais do MICHAEL, porque de resto, nada funcionou.

    E não, a culpa não é dos desfalques, se fosse, qualquer idiota poderia ser treinador do Flamengo, assim fica muito fácil.
    Com o time que entrou em campo ontem, é inadmissível tomar nó tático do VALENTIM e desse time limitadíssimo do Athlético, aquilo foi ridículo, patético, inaceitável. Os 2 gols do Flamengo saíram por total acaso, não merecíamos o empate, caiu do céu, demos muita sorte.

  • O tem foi triste ver o Flamengo, a muito tempo não via um futebol tão medíocre, um técnico na beira do gramado sem saber oq falar, um meio de campo que não acertava um passou. Queria entender o pq do nosso melhor jogador na atualidade ser deslocado de sua posição, o pq de não tirar o Everton Ribeiro, o pq de entrar com esse L Pereira, o pq do Matheuzinho não ser titular e o pq de jogarmos com três cabeças de área. Nosso time voltou a ter medo do jogo, voltamos. A era Rogério Ceni, e ainda ter q ouvir o Renato falando em grama sintético, uma verdadeira piada. Se ele colocasse pelo menos o Matheus o time ficaria mas ofensivo e como o próprio Renato falou da grama, ficaria com um time mais leve. Não entendo pq um menino da base ainda não é titular dessa zaga no lugar desse rapaz q tem os pés de concreto. Renato para de Papinho e devolve o nosso time, o time de JJ.

  • Eu até acreditei que o Renato Gaucho iria revolucionar o futebol do Flamengo, mas sua limitação é claríssima e esta´contando apenas com o fator sorte, porém, a sorte não dura muito tempo. Renato ainda não entendeu que o sistema defensivo do Flamengo é horrível e que Leo Pereira além de horrível, tem que ser PROIBIDO de jogar no Flamengo, pois o cara é e será a perdição do time. Nos dois gols do Atletico ontem ele falhou novamente. Como quer ser campeão desta forma?

  • #fora Renato volta pro Grêmio

  • Em meio a mediocridade dos técnicos brasileiros, o Mengão não teve muita escolha. O Renato é apenas um bom boleiro. Ele tenta acertar a equipe no papo, o que nem sempre funciona. Faltam estudos táticos, capacidade de enxergar o jogo com a bola rolando e coragem para mexer com as panelas do elenco. O ideal é que a diretoria tivesse trazido um treinador bom na gestão de grupo e estudioso de táticas do futebol. Mas, quem seria esse nome no Brasil? O professor Pardal Fernando Diniz? O “zé murrinha” Ceni, que entregou muitos pontos fáceis no começo do Brasileirão? Infelizmente, o Renato é aquilo que vimos ontem. Tirou o Michael, que era o atacante mais perigoso do time( e ainda para colocar a nulidade do Vitinho ” meia arriada”), e deixou em campo o Evérton Ribeiro, que perdeu quase todas as bolas que passaram no pé dele. Não temos opções melhores de técnico no Brasil e trazer um bom treinador europeu requer planejamento financeiro e estratégia de longo prazo para convencê- lo a deixar o Primeiro Mundo do futebol para trabalhar no nosso pais, onde o camarada não vai poder nem dar uma volta de bicicleta na esquina com os filhos sem ser assaltado.

  • Ficou comprovado que o Renight é apenas um motivador de grupo. Está mais preocupado com o pensam e sentem cada jogador que acaba não se preocupando com o lado tático. Everton Ribeiro inexistiu ontem em campo. O Gabriel parece uma noiva prestes a ir pro altar. Ninguém pode encostar nele… O Léo Pereira perde todas pelo alto, não tem impulsão. O Tiago Pereira e o Andreas Pereira estão jogando muito distantes. Ontem NÃO existiu meio de campo. É só sofrer marcação alta que o time sente. O Valentim amassou o Renight ontem, e ele vem com essa de gramado sintético? Ué… não acabaram de fazer um campo de grama sintética no CT do Ninho? …ou é só pra pelada de político? Realmente, o Renight é muito pequeno e fraco para o Flamengo e para esse elenco.

  • Comemorar o que? Time foi feio e deu sorte!
    Léo Pereira tem cola no pé!!
    Diego Alves não sai do gol!
    Renato Gaúcho pensa ser militar, com o pensamento de antiguidade é posto, e mantém em jogos Léo Pereira, Renê, Isla e Thiago Maia que não joga bem há vários jogos.
    Alguém lembra do João Gomes algum jogo no flamengo? E qtos do Ramon? E os zagueiros promissores? Virou militarismo

  • Tem que criticar o Éverton Ribeiro, que fez uma partida lamentável … e foi o capitão.
    Assistiu o time do Athletico baixa a porrada e ficou sem ação.
    Anulou o meio de campo do Mengão.
    Tem que ceder lugar ao Diego. Só joga bem com Arrascaeta em campo.

  • Tem que criticar o Éverton Ribeiro, que fez uma partida lamentável … e foi o capitão.
    Assistiu o time do Athletico baixa a porrada e ficou sem ação.
    Anulou o meio de campo do Mengão.
    Tem que ceder lugar ao Diego. Só joga bem com Arrascaeta em campo.