Comentarista critica ‘falta de liderança’ na diretoria do Flamengo: “Só aparecem na hora da vitória”

Nas últimas semanas, o Flamengo entrou em uma queda de desempenho e resultados dentro de campo. Muito criticado, o treinador Renato Gaúcho chegou a entregar o cargo, mas a diretoria o convenceu a permanecer no clube. Restando pouco mais de 20 dias para a final da Libertadores, os problemas de bastidores parecem aumentar cada vez mais na Gávea. Para a comentarista do Coluna do Fla, Ana Beatriz Zayat, o problema do Rubro-Negro é a falta de liderança fora das quatro linhas.

O problema do Flamengo, mais que a falta de comando técnico, é a falta de liderança. E quando eu falo de liderança, não falo dos jogadores, e sim de quem deveria de fato falar com a sua torcida, falar pelo clube em um momento tão delicado. E curiosamente são pessoas que aparecem muito na época da vitória -, disse, antes de completar:


Camisas do Flamengo, acessórios e muito mais: compre e ganhe brindes na melhor loja online do Mengão!


O Marcos Braz, por exemplo, na segunda-feira, tava tão empolgado, apareceu, falou que “isso aqui é Flamengo”, tinha acabado de vencer, e não teve a mesma disponibilidade pra aparecer nas redes sociais depois do empate em 2 a 2 com o Athletico Paranaense. O torcedor ficou esperando – finalizou.

Com os bastidores do clube fervendo, o Flamengo entra em campo nesta sexta-feira (05), em partida adiada da 19ª rodada do Brasileirão. O Mengo recebe o Atlético-GO, às 21h30 (horário de Brasília), no Maracanã, tentando seguir vivo na briga pelo título da competição. Como de costume, você acompanha todas as emoções do duelo com o Coluna do Fla, que traz a transmissão mais rubro-negra da internet, ao vivo, via YouTube.

VEJA A OPINIÃO COMPLETA:

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • No Flamengo é falta liderança! Tá bom! Kkkkk vou para outro site

  • No Flamengo é falta liderança! Tá bom! Kkkkk vou para outro site

  • Só para constar. Desde 2009 (nos tempos em que se envolveu com polêmicas com Adriano, Petkovick, Fierro e Bruno Mezenga), sempre achei esse Marcos Brás um c****! E não mudou nada, depois que apareceu abraçado com Gabigol depois de suas infantilidades.

  • Marcos Braz não tem que vir a público dar entrevista alguma após derrotas, o que ele tem de
    fazer é se reunir com dpto de futebol e analisar as deficiências do time, analisar os atletas
    com mais idade e que estão tecnicamente em decadência, analisar os atletas que “NÃO”
    possuem qualidade técnica pra fazer parte de um time que pretende ser um dos maiores,
    senão o maior da América do Sul e depois de analisar tudo, tomar as providências pra voltar
    a ser parecido com 2019. Trazer Bruno Viana, Kennedy, e continuar com os zagueiros que
    temos, torcer pra Arrascaeta “nunca machucar ou convocar” e continuar com os idosos em
    decadência, é sinonimo de queda, prefiro menos blablabla e mais ação “EFETIVA”.

  • Só me aponte o tal LÍDER de algum time, qualquer que seja, em qualquer lugar do mundo, que aparece dando entrevistas ou nas redes sociais, após algum revés do time em alguma partida. É cada uma que esses ‘entendidos’ inventam…