Hugo Souza tem sequência positiva no gol do Flamengo

Jovem goleiro ganhou sequência depois de Diego Alves ser poupado por desgaste muscular


Na noite da última quarta-feira (17), o Flamengo passou pelo Corinthians, por 1 a 0, em jogo válido pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida foi marcada por mudanças nos titulares e alterações essenciais na equipe. Com isso, Hugo Souza ganhou uma nova chance na meta Rubro-Negra no lugar de Diego Alves. Foi o terceira oportunidade seguida para o jovem arqueiro, que não em foi vazado em nenhum dos duelos.


As melhores ofertas para produtos do Flamengo: aproveite desconto e brindes!


O titular da meta é Diego Alves, mas a sequência de jogos decisivos fez o Flamengo poupar o experiente jogador e dar chances para os jovens goleiros: Hugo Souza e Gabriel Batista. Sendo assim, Hugo demorou para ter novas oportunidades depois de algumas falhas na temporada passada. Com isso, o atleta sofreu críticas da torcida e acabou se tornando a terceira opção.

Na chegada de Renato Gaúcho, a opção imediata de Diego Alves era Gabriel Batista, mas não agradou boa parte dos adeptos, que começaram a pedir novas oportunidades para Hugo Souza. O jovem continuou trabalhando até aparecer uma nova chance. Desta forma, conseguiu passar segurança na defesa Rubro-Negra e não foi vazado nos três duelos, contra Bahia, São Paulo e Corinthians.

Com Hugo Souza à disposição, o Flamengo entra em campo contra o Internacional, neste sábado (20). O jogo é válido pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro e acontecerá às 21h30 (horário de Brasília), no Beira-Rio. O Mengão é vice-líder da competição, com 63 pontos, enquanto o Colorado está na sétima posição, com 47. A transmissão mais rubro-negra da internet, como de costume, você encontra no Coluna do Fla, via Youtube.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • O Diego alves falha proporcionalmente 10 a vezes a mais que o Hugo, e tanto a mídia como parte da torcida passa o pano. O que vejo é uma falta de tolerância com o Hugo, assim como, com outros jogadores jovens da base. O Diego Ribas é outro que tem um histórico de falhas e amareladas absurdas, e mesmo assim, é sempre perdoado e prestigiado.