Yuri de Oliveira se reinventa e aprende nova função em busca de espaço no profissional do Flamengo

Meia encerra ciclo na base e avalia aprendizado durante oito anos de Flamengo


Por: Higor Neves

Yuri de Oliveira está entre as grande joias do Flamengo na categoria de base. O meio-campista é um dos atletas mais cerebrais do plantel sub-20 e, além da qualidade técnica, o jogador demonstrou também versatilidade ao longo da atual temporada. Ele aprendeu e atuou em uma nova função desde a chegada do treinador Fábio Matias: a de segundo volante. Em entrevista exclusiva ao Coluna do Fla, o atleta contou um pouco da experiência inédita no setor e como enxerga o início do ciclo entre os profissionais.

Sempre joguei avançado, um pouquinho de meia mais avançado. Com a necessidade desta temporada, o professor Fábio (Matias) viu que eu tinha qualidade também para fazer segundo volante, um pouquinho mais atrás. Mas, também, com toda essa função de criação, ali do meio, de visão, de dinâmica, de criar chances de gols. Ele viu que eu também tinha potencial para fazer e acredito que eu me adaptei muito bem, muito rápido. Ele me acolheu, me explicou, me deu algumas direções para que eu pudesse me adaptar o mais rápido possível. Até porque, (a mudança) foi no meio do campeonato. Acho que me adaptei bem e dei bons resultados -, disse o jovem atleta.


Quer comprar produtos do Flamengo pela internet? Conheça a loja mais rápida e segura!


Na temporada Sub-20, Yuri de Oliveira atuou em 32 jogos, sendo 28 como titular, tornando-se cada vez mais essencial para o Flamengo ao mudar de posição. O meio-campista apontou justamente o aprendizado em um novo setor do campo como o ápice da evolução individual em 2021 no Rubro-Negro.

Com certeza (a maior evolução) foi na minha adaptação a uma nova posição de meia, que eu consegui fazer, é um algo a mais para a minha carreira, para o Yuri como jogador. Porque é um repertório que eu criei, é uma nova posição que vi que também posso fazer com maestria e fico feliz por isso. Acredito que isso só venha a me ajudar, seja lá qual equipe, qual treinador, qual time que seja. Eu ganhei um algo a mais e isso é muito positivo. Essa é a minha principal evolução -, contou Yuri.

O atleta está nas categorias de base do Flamengo há oito anos, evoluindo como jogador e ser humano no clube carioca. Por isso, ele não esconde a admiração e o carinho pelo Rubro-Negro. Não à toa, Yuri de Oliveira já anseia e demonstra o desejo para encarar o novo ciclo no time profissional, que terá início em 2022 – o jogador estourou a idade do Sub-20 em 2021.

Yuri de Oliveira atuando na categoria de base do Flamengo em jogo contra o Vasco (Foto: Arquivo Pessoal)

— Essa última temporada foi muito boa, muito proveitosa, no que diz respeito a evolução mesmo, pois em termos de resultados a gente, infelizmente, não conseguiu o que queríamos, um Campeonato Brasileiro, um Estadual… Mas nós demos o nosso melhor, eu dei o meu melhor. Acredito que foi um ano de muito aprendizado. Uma bagagem que vou levar para o restante da vida. Para mim, serviu como um fechamento de um ciclo de base, na qual sou muito grato por tudo que aprendi, vivenciei e tudo mais. Agora, um novo ciclo começa, quero estar preparado para atender todas as necessidades, agora como profissional, que sempre foi o meu sonho. Muita dedicação, entrega, para que eu possa entregar o melhor para essa torcida rubro-negra -, concluiu.

Na atual temporada na categoria de base, o atleta marcou quatro gols e deu quatro assistências. Vale lembrar, no entanto, que Yuri de Oliveira participou de duas partidas representando o time profissional em 2021, sendo uma como titular. Agora, o meia espera atuar mais vezes na equipe de cima e deseja realizar sonhos no clube que o formou como pessoa e atleta.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *