Renato quebra silêncio após demissão no Flamengo

Treinador deixou o comando do clube após a derrota na Libertadores
O casamento entre Flamengo e Renato Gaúcho chegou ao fim após quatro meses. O treinador não resistiu no cargo após a perda do título da Copa Libertadores no último sábado (27) e, na segunda-feira (30), teve a demissão anunciada oficialmente pelo clube. Após três dias, Portaluppi quebrou o silêncio e falou sobre a saída do Rubro-Negro.

Através do Instagram, Renato publicou a despedida para a Nação. O treinador utilizou a imagem do dia da apresentação e está posando ao lado de Rodolfo Landim, Marcos Braz e Bruno Spindel. Na declaração, Portaluppi reforçou a realização do sonho de comandar o Flamengo e lamentou não ter sido da forma que imaginava.
“Encerro aqui mais um ciclo. Todos temos sonhos a serem conquistados e treinar o Flamengo era um dos meus. Conquistei não dá forma que eu gostaria, porém, não faltaram garra e empenho para tentar sair com as conquistas que esperávamos.  Quero agradecer ao Presidente Landim, ao Marcos Braz e ao Bruno Spindel pela oportunidade e por terem confiado em mim. Agradecer a todos os departamentos do clube que foram muito importantes nessa jornada. Agradecer aos jogadores e a torcida que, mesmo não sendo da forma que sonhávamos, não deixaram de ter Raça, Amor e Paixão. Isso é Flamengo! Sigo com carinho e admiração pelo Clube de Regatas do Flamengo. Sucesso aos próximos!”, escreveu na publicação.

As melhores ofertas para produtos do Flamengo: aproveite desconto e brindes!

Sob o comando de Renato, o Flamengo realizou 37 jogos: 24 vitórias, oito empates e cinco derrotas. Além disso, 87 gols foram marcados, ou seja, uma média de 2,35 por jogo e, por fim, 32 tentos foram sofridos. No entanto, apesar do bom aproveitamento, o técnico não conquistou títulos e acumula uma eliminação na semifinal da Copa do Brasil, além da derrota na final da Libertadores.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Mengão com a estrutura que tem não pode viver de lampejos técnicos e sim, partir para um tecnico experiente a nível internacional que exija mudanças nas áreas carentes do clube. Que seja envolvido e comprometido com o mais querido do Brasil.

  • Prezado colega Dreda, excelente comentário, realmente o aproveitamento foi altíssimo, mas,
    perdeu os jogos decisivos, e fez opções equivocadas,(deixar Michael de fora foi uma delas),
    e admito, posso estar equivocado quanto a questão de refém dos líderes(a turma de 85),
    Diego Alves e Ribas e Filipe Luiz, posso dizer que conheço pessoas que frequentam o clube
    mas nenhum deles tem acesso ao treinamento nem ao vestiário, portanto, não posso afirmar
    com certeza sobre a influência, e concordo com você sobre RMP e MAURO Cézar , eles tem
    sempre um olhar crítico, mas, uma coisa me chama a atenção, principalmente Diego Ribas,
    nas crises ele sempre toma a frente, mais até que o Braz, mas, posso estar enganado. valeu.

  • Aproveitamento altíssimo, mas perdeu os jogos decisivos e tomou algumas decisões equivocadas em jogos que fizeram falta no final. Caro cacarubronegro, discordo que o Fla seja refém de líderes de vestiário. Pelo contrário, o Fla é refém da pseudo-imprensa rubronegra, de colunistas como o prório Renato Maurício Prado, Mauro César e outros, Sempre criam crises e fazem campanha para derrubar os treinadores que não dão moral a eles.

  • Aproveitamento altíssimo, mas perdeu os jogos decisivos e tomou algumas decisões equivocadas em jogos que fizeram falta no final. Caro cacarubronegro, discordo que o Fla seja refém de líderes de vestiário. Pelo contrário, o Fla é refém da pseudo-imprensa rubronegra, de colunistas como o prório Renato Maurício Prado, Mauro César e outros, Sempre criam crises e fazem campanha para derrubar os treinadores que não dão moral a eles.

  • Com elenco de 200 milhas eu treino até o IBIS futebol clube com todo respeito ao IBIS fla sério provou do próprio veneno.

  • Com elenco de 200 milhas eu treino até o IBIS futebol clube com todo respeito ao IBIS fla sério provou do próprio veneno.

  • Renato Mauricio Prado,(apesar de não ser fã dele), publicou com razão que o flamengo é
    refém dos líderes do vestiário, e pra mim, esse foi o grande erro do Renato, ele teve mais
    de 80% de aproveitamento, e saiu porque perdeu as partidas decisivas, (semi final da copa
    do Brasil contra o atl paranaense foi de lascar), e o maior exemplo disso, foi ele deixar o
    melhor atacante(Michael), no banco pra colocar ER7 em campo, o outro exemplo foi o jogo
    contra o palmeiras quando o time jogou com uma displicência sem par para uma decisão de
    libertadores, e depois de perder, quando voltou diante da torcida, em jogo sem importância
    todos os jogadores correram, até sujaram o calção, isso é falta de comando.

  • Só deu prejuizo ao Flamengo…….cada título perdido milões para o brejo…..

  • Ainda tirou onda! ” sucesso aos próximos”

  • Engraçado! O cara se despede satisfeito, dinheiro no bolso e nenhum retorno dado. Isso que é vida mansa.

  • Eterno treinador do grêmio.

  • Decepção total !!!

    Tinha uma Ferrari nas mãos e fez andar igual a um fiat.