Ex-Flamengo, Max é anunciado por clube dos Estados Unidos

Após ser emprestado ao Cuiabá, o Garoto do Ninho foi negociado junto ao Colorado Rapids


Com intuito de manter o já estrelado elenco, o Flamengo negociou diversas jovens promessas em 2021. Uma delas foi o meia Max, que foi emprestado ao Cuiabá e teve boa participação na campanha de permanência do Dourado na Série A. A perfomance, inclusive, rendeu sondagens de clubes dos mais diferentes cantos do planeta e, com a diretoria do Flamengo a fim de negociá-lo, o jogador aceitou proposta do Colorado Rapids (EUA). E na última quinta-feira (05), o atleta foi anunciado pelo clube americano.

Em publicação nas redes sociais, o Colorado Rapids anunciou Max de maneira discreta. Mesmo assim, não perdeu o bom humor e até arriscou um português no processo: “Bem-vindo, Max! Acertamos a contratação do meio-campo brasileiro Max Alves. Ele chega com contrato de quatro anos e opção de estender o vínculo por mais um ano.”

CONFIRA A PUBLICAÇÃO:

Para contratar Max, a equipe de Major League Soccer desembolsou 1 milhão de dólares, ou seja, 5,6 milhões de reais na cotação atual. No entanto, o Mais Querido não receberá os valores de maneira integral, visto que acertou a venda parcelada do meia. Primeiro, o Colorado Rapids irá pagar, à vista, 750 mil dólares. Depois, no meio de 2022, o clube norte-americano quitará os 250 mil dólares restantes.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Vale ressaltar que o Flamengo seguirá com 20% dos direitos econômicos do meio-campista. Sendo assim, caso o o Colorado Rapids, dono dos 80% restantes, faça alguma venda futura, o Mais Querido receberá a quantia equivalente à porcentagem que lhe caberá. Pelo profissional do Flamengo, Max disputou 14 jogos e marcou apenas um gol, na estreia do Campeonato Carioca 2021, diante do Nova Iguaçu.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Mais uma negociação ruim, tanto pelos valores quanto pelo percentual, embora tenham acertado em relação ao tempo de contrato. Até aceitaria um valor baixo, mas ao menos deveria segurar 50% do passe (tal como o Lille fez com o Thiago Maia). Pois se este garoto estourar nos próximos anos, o clube que o vendeu vai faturar uma grana alta e o Flamengo só vai ficar com uma pequena parcela. E esses idiotas ainda ficam colocando multas altíssimas em nossos garotos…