Flamengo traça plano para convencer Benfica a negociar Everton Cebolinha, explica jornalista

Rubro-Negro está disposto a pagar por empréstimo do atacante, mas negociação não é das mais simples

O Flamengo ainda não contratou reforço para a atual temporada, mas passou a se movimentar no mercado de transferência. O nome de Everton Cebolinha, ex-Grêmio e atualmente no Benfica (POR), agrada os dirigentes cariocas e o treinador Paulo Sousa. Por isso, o Rubro-Negro montou estratégia para negociar com o time português.

A relação entre as diretorias de Flamengo e Benfica não é boa. Porém, o Rubro-Negro tentará, mesmo assim, tirar o atacante dos Encarnados. Para isso, o Mengão está disposto a pagar de 1 a 2 milhões de euros (de R$ 6,2 milhões a R$ 12,4 milhões na cotação atual) pelo empréstimo de 12 meses.

Além disso, o Flamengo aceita colocar uma cláusula de opção de compra após o empréstimo. O Rubro-Negro, contudo, estaria disposto a adquirir 50% dos direitos econômicos de Everton Cebolinha. Ou seja, ao invés de pagar 20 milhões de euros – quantia pedida pelo Benfica -, o Fla desembolsaria entre 8 a 10 milhões de euros (algo em torno de R$ 49,6 milhões a R$ 62,07 milhões).

As informações foram publicadas primeiramente pelo jornalista Jorge Nicola, que ainda entrou em contato com um empresário que costuma participar das tratativas entre os dois clubes. O agente, que não teve o nome revelado, alertou: “No amor, não vai sair. Só haverá negócio se o Flamengo pagar“. Por isso, o Mais Querido está disposto a investir grana no atleta.

Convencer o jogador não será problema. Isso porque, Everton Cebolinha já sinalizou internamente que aceita voltar ao Brasil para atuar no Flamengo por empréstimo. Com isso, resta apenas o Rubro-Negro conseguir persuadir o Benfica de que seria uma boa ceder o atleta ao Mengão, no intuito de valorizar o atacante.

O Benfica contratou Everton Cebolinha em agosto de 2020, pagando ao Grêmio 20 milhões de euros (cerca de R$ 127,6 milhões na cotação da época). Por isso, os encarnados não pretendem, inicialmente, ceder o jogador por quantia menor do que fora investida. Pelo clube português, o atleta entrou em campo 77 vezes, marcou 12 gols e deu 15 assistências.

Veja também

  • Parei de ler quando vi o nome “Jorge Nicola”, ou seja, descredibilidade total.

  • lavanderia MBRAZ funcionando a todo vapor.

  • Lavagem de dinheiro 💰
    Diretoria roubando o clube.. isso é fato

  • Não vejo nada demais nesse cara. Teve destaque em apenas alguns momentos, mas nunca teve desempenho duradouro ou decisivo. Não sei porque tamanha vontade de contratá-lo. Vai ver que é porque está na Europa e custa caro. Essa são as preferências do Braz. Não servem jogadores sul-americanos. O pior é a agilidade em reforçar o time. Nem a barca passa para levar os que andam em campo ou entregam o jogo. Nem os reforços chegam. Te cuida Paulo Souza.

Comentários não são permitidos.