Justiça obriga Flamengo a registar novo contrato de Matheuzinho; Londrina deve lucrar com transação

Decisão foi divulgada na manhã desta terça (03)


Nesta terça-feira (03), a 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná ordenou que o Flamengo faça o registro oficial do lateral direito Matheuzinho. Isso porque o Fla anunciou a extensão do vínculo até 2025 com o jogador em novembro de 2020, entretanto, ainda não protocolou o acordo no BID. Assim, a decisão do juiz Everton Luiz Penter Correa atendeu pedido do Londrina.

Dessa forma, o profissional de Justiça determinou que o Flamengo registre, oficialmente, o contrato com Matheuzinho em até 15 dias. Em contrapartida, o Rubro-Negro ainda pode recorrer de tal decisão.

Vale lembrar que o Londrina tem 50% dos direitos econômicos do jogador, que foi revelado pelo clube paranaense e vendido para o Flamengo em 2019, por R$ 1,2 milhão. Isso faz com que o time do Paraná tenha direito a 50% da quantia de uma futura venda.


Quem será o próximo a perder para o Mengão? Saiba como lucrar com previsões esportivas!

 


— A decisão atendeu a prova dos autos. O Londrina se obrigou a tomar uma decisão e não está se mostrando intransigente para resolver, mas não pode ser ingênuo. O Flamengo tem um jogador com multa de 70 milhões de euros, mas não registra, com risco de perder o jogador — disse Mafuz Antônio Abrao, advogado do Londrina, em entrevista ao ge.

A preocupação da diretoria londrinense se dá porque Matheuzinho e Fla não terão mais vínculo em dezembro de 2022, e se o atleta fosse vendido, o Londrina não receberia nada.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *