Torcida organizada do Flamengo repudia resultado da votação que limita número de sócios contribuintes Off-Rio

Medida foi aprovada nesta segunda-feira (09), em reunião na Gávea


Na noite desta segunda-feira (09), o Conselho Deliberativo do Flamengo se reuniu na Gávea, sede do clube, e aprovou a emenda que garante a limitação de contribuintes Off-Rio, ou seja, que moral longe do Rio de Janeiro. Desta forma, a torcida organizada do Rubro-Negro, ‘Urubuzada’, publicou nas redes sociais uma nota de repúdio à decisão da votação.

CONFIRA A NOTA OFICIAL:

“É com muita tristeza que recebemos o resultado dessa votação que restringe em mil pessoas o número de sócios off-rio do clube. O maior patrimônio do Flamengo é a sua torcida, e toda ela, não apenas os conselheiros do Leblon ou os torcedores do Rio. Temos Defensores do Manto espalhados pelo Brasil inteiro, mas é não é apenas por eles que viemos demonstrar nossa insatisfação. É por todos aqueles que amam o clube como a gente, que mesmo de longe apoiam incondicionalmente o Mais Querido. E esse não é um apelido que veio à toa, somos 42 milhões de torcedores. Infelizmente, o clube já tem uma estrutura política fechada e estão conseguindo fechar ainda mais”


Quem será o próximo a perder para o Mengão? Saiba como lucrar com previsões esportivas!


É válido ressaltar que a a categoria Off-Rio foi criada em 1995, na gestão do ex-presidente Kleber Leite. Na época, o sócio contribuinte não residente no Rio de Janeiro conseguia votar e participar normalmente da política do clube, apesar de não estar regulamentada no estatuto do Flamengo.

No entanto, a partir da aprovação do Conselho Deliberativo, a categoria será incluída no estatuto do clube e, além disso, terá uma limitação de até 1.000 associados. Apesar da mudança no regulamento, os atuais sócios contribuintes Off-Rio continuarão com os direitos adquiridos assegurados.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Está mais do que na horas das torcidas organizadas saírem do barco do LANDIM e assumirem suas posições em favor do Clube. São 2 anos de passividade, aceitando verdadeiros absurdos dessa Diretoria de Futebol. Agora do jeito que as coisas andam será o terceiro ano de insucesso, mesmo com uma situação financeira invejável que nenhum rival possui. Tá na hora de virar a canoa pra deitar fora a água que entrou e ameaça levar todos para o fundo.