Flamengo monitora volante luso-brasileiro do Benfica

Jogador seria substituto de Andreas Pereira, de saída do clube


O Flamengo segue a todo vapor no mercado de transferências para qualificar o elenco rubro-negro. Após acertar com Everton Cebolinha, o clube agora busca alvos para o meio de campo, que terá a iminente saída de Andreas Pereira. Para repor a posição, o Mais Querido estaria de olho no volante Gabriel Pires, do Benfica (POR).

Gabriel Pires estava cedido ao Al-Gharafa (QAT) e retorna ao Benfica (POR) após o fim do contrato de empréstimo. O volante tem vínculo com o clube português até 2024, mas não faz parte dos planos do técnico da equipe de Lisboa. As informações foram divulgadas pelo jornalista Julio Miguel Neto.


Ganhe dinheiro com vitórias do Flamengo!



Apesar do interesse, o Flamengo ainda não oficializou uma proposta e monitora a situação do volante. Neste mês, Gabriel Pires foi alvo de outro clube brasileiro, o Botafogo. Segundo a imprensa de Portugal, o rival rubro-negro fez uma oferta de 3 milhõe de euros (R$ 15 milhões), que acabou sendo recusada pelo Benfica (POR). Na ocasião, a equipe portuguesa pediu, pelo menos, 5 milhões de euros (cerca de R$ 25 milhões) para negociar o jogador.

Natural do Rio de Janeiro, Gabriel Pires está no Benfica (POR) desde 2018. O jogador é cria das divisões de base do Resende, mas foi negociado com a Juventus ainda nas categorias inferiores, em 2011. De lá para cá, o luso-brasileiro teve passagens por clubes italianos e espanhóis, até parar em Portugal.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Jogador desconhecido e que não faz parte de plano de técnico, não pode ser interessante para o CR Flamengo. Até parece ser muito bom. Tem passe preciso com o calcanhar e se movimenta muito bem, mas não é objetivo. Só se firmou num time da segunda divisão espanhola (Legalês), pelo qual disputou cerca de 200 partidas. Apesar disso, custou muito ao Benfica, tendo sido um dos 10 jogadores mais caros da história do clube.
    Se o Mengão acha todo mundo caro, é porque não está convicto de que está fazendo algo interessante, ou tem medo de gastar ou está sem grana. Aí, procure no mercado interno. Matheuzinho, Rodinei, Santos, Léo Pereira, Fabrício, Rodrigo Caio, Arão (só treinou, no Espanyol), João Gomes e Lázaro, nunca jogaram fora do país. Vários jogadores do Palmeiras e do galo também só jogaram no Brasil.
    Este Gabriel Pires saiu desconhecido do Brasil e, apesar de ainda desconhecido por aqui, despertou interesse de alguns clubes.