Gabigol cumpre promessa e ergue plaquinha para provocar Atlético-MG

Torcida do Flamengo abraçou a fala do atacante após jogo de ida


Gabriel Barbosa é o caso sério de identificação com a torcida o Flamengo. O camisa 9 jogou a decisão da vaga para o lado mental ao dizer que os atleticanos iriam “conhecer o inferno” no Maracanã, neste jogo de volta. Dito e feito. Com direito à clima infernal, o Rubro-Negro fez 2 a 0 no Atlético-MG e se classificou às quartas de final da Copa do Brasil. Logo depois do apito final, Gabigol ergue a plaquinha “Bem-vindo ao Inferno”, com desenho de um frango assado no cartaz.

VEJA PROVOCAÇÃO:


As melhores ofertas para produtos do Flamengo: aproveite desconto e brindes!


A torcida do Flamengo criou todo o clima “infernal” antes da bola rolar. Quando foi acionada por Gabigol, naquela frase do jogo de ida, a Nação já sabia que precisaria de um algo a mais para empurrar o time de Dorival Júnior rumo à vitória. Aliás, só o triunfo interessava ao Mais Querido. Sabendo disso, o Mengão foi para cima dos visitantes, e Arrascaeta abriu o placar no final do primeiro tempo.

Depois do intervalo, o Mengo seguiu pressionando o Atlético-MG, que não conseguiu chegar à área de Santos. De tanto povoar o campo do time mineiro, o uruguaio Arrascaeta marcou também o segundo gol do jogo, selando a classificação heroica do Flamengo.

A diretoria atleticana acionou o STJD para tentar punir Flamengo e Gabigol pela frase dita pelo jogador, mas a denúncia foi arquivada. Teve também o episódio dos dirigentes do Atlético-MG que tentaram ter reunião com a Comissão de Arbitragem da CBF. Com tudo isso, o Rubro-Negro contou “apenas” com a força da Nação no Maracanã para buscar a classificação

Mesmo com vaga garantida na próxima fase da Copa do Brasil, o Flamengo agora “vira a chave” e foca no próximo compromisso. O Rubro-Negro encara o Coritiba, no sábado (16), pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. Às 19h (horário de Brasília), o time de Dorival Júnior vai em busca da vitória para seguir com o ânimo lá no alto.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *